Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘Prosperidade’

*

ESTE ANO TUDO VAI DAR CERTO… 

…SE VOCÊ ESTIVER NO LUGAR CERTO

 *

*

Cada novo ano que chega traz consigo o milagre da esperança. Nos atrevemos a sonhar com dias melhores, conquistas, vitórias… Alguns apelam para rituais bizarros, rezam, fazem mandinga, tudo para alimentar a tal esperança de que “este ano, tudo vai ser diferente”.

Mas e se existisse, de fato, alguma coisa que podéssemos fazer para garantir que tudo desse certo? Seria mesmo possível determinar como será o ano que está só começando?

Por incrível que pareça, a resposta é sim, e pode ser encontrada na antiga história do Dilúvio. Não amigos, não se trata de mais um delírio de fé. O Dilúvio nos ensina sim que TUDO pode dar certo, se estivermos no lugar certo. Como uma catástrofe ocorrida há milhares de anos pode nos ajudar de alguma maneira ainda hoje? Leia a mensagem até o final e descubra.

A história do Dilúvio é bem conhecida e está registrada em Gênesis, capítulos 6 e 7. A Bíblia nos diz que a geração de Noé estava repleta de corrupção e violência, trazendo a justiça de Deus por meio do dilúvio, e apenas aqueles que estavam no lugar certo (arca) foram poupados.

Não há dúvidas de que hoje também estamos vivendo “dias de Noé”, cercados por corrupção e a violência, e todas as demais mazelas conseqüentes do pecado. Mas há uma maneira nos manter a salvo de tudo isso, que é permanecermos no lugar certo.

*

1. O LUGAR CERTO É JESUS (A ARCA)

 Deus executou o juízo sobre o pecado, mas antes providenciou um meio para a salvação, através da arca. A arca hoje simboliza proteção, segurança, livramento e salvação (Rm 8:1). Noé e a arca representam a salvação em Cristo, conforme 1 Pe 3:20-21.

Noé era justo (Gn 6:9). Seus filhos foram salvos do dilúvio graças à justiça do pai.  A justificação em Cristo, nos faz parte da família de Deus, e é isso que nos torna aptos para a salvação. É uma questão de identidade e não mérito.

Mas cuidado, talvez você pense que já está dentro desta Arca, quando, na verdade, ainda não está. Certamente alguns conterrâneos de Noé ouviram falar da vinda do dilúvio, e pensaram: “eu tenho a minha casa e, caso venha a chuva, eu estarei seguro dentro dela”. Mas note que, na época do dilúvio, havia uma só arca e na arca havia uma só porta (Gn 6:16), e todos que estavam fora dela pereceram (Mt 24:37-39).

Hoje muitos estão dentro da igreja, já foram batizados, mas vivem uma vida espiritual medíocre, como se sempre faltasse alguma coisa. Entra ano e sai ano, mas nada muda, tudo permanece sempre no mesmo nível espiritual. Mateus 7:21 diz que o Reino não é daqueles que professam sua fé apenas com os lábios, mas dos que praticam a vontade de Deus. A Arca não é religião, não é a prática de boas obras, não é assistir cultos, não é trabalhar num ministério, mas estar EM Jesus. Apenas aqueles que recebem a Palavra de Deus e permitem que ela crie raízes e dê frutos serão salvos (Mt 24:13).

*

2. ESTAR NO LUGAR CERTO EXIGE ALGUNS “SACRIFÍCIOS” 

É verdade que não existe esperança para quem está fora da arca, mas os que estavam dentro da arca não foram isentos de dificuldades. Vamos pensar em algumas.

Inimizade do mundo. Imagine o que Noé e sua família ouviram dos vizinhos e parentes enquanto a arca estava sendo construída. E, pra piorar, eles entraram na arca, mas durante 7 dias ainda não choveu (v.10). O que Sem teve que ouvir de sua sogra sobre a decisão de entrar com a filha dela naquela arca? Qual teria sido a atitude de Matusalém diante do aviso do Dilúvio? Matusalém (avô de Noé), o homem que mais viveu em todos os tempos, morreu no ano do dilúvio. Seria coincidência ou conseqüência da catástrofe? Certamente eles foram obrigados a suportar atitudes de ridicularização, humilhação e zombaria. Estar em Jesus também implica muitas vezes em ter que suportar incompreensão e ataques por parte daqueles que estão do lado de fora da Arca – João 15:19.

Separação do mundo. Entrar na arca exigiu que eles abandonassem por completo suas atividades, trabalho, lazer. Noé e sua família precisaram renunciar à vida que tinham para que pudessem continuar vivos. Jesus nos convida também a abandonar tudo para segui-lo (Lc 9:23). Esse abandonar significa colocar tudo em segundo plano. Significa também abandonar a vida de pecado em busca de uma vida de santificação. Algumas vezes, isso pode exigir uma atitude radical, como terminar um namoro ou mudar de emprego (Mt 5:29-30), mas as coisas só darão certo se aprendermos a fazer as prioridades corretas.

Perda do controle. A arca não possuía leme, vela nem bússola. Noé e sua família entraram na arca sem saber quando sairiam dela, nem para onde ela os levaria. Estar em Cristo significa confiar Nele – Salmos 37:5. Muitas vezes nós tomamos a iniciativa, fazemos nossos planos e projetos e só depois pedimos para Deus abençoar. Mas é preciso nos lembrar que é Deus quem está na direção. É Ele quem vai fazer os planos e projetos. Estamos dentro da arca, Ele é o chefe. Estamos aqui para cumprir a vontade Dele.

*

3. ESTAR NO LUGAR CERTO É GARANTIA DE VITÓRIA

Pare e pense: quem estava na arca estava preso ou estava livre? E quem estava fora dela? Estar solto no mundo pode criar a ilusão de que está em liberdade enquanto quem está em Cristo (na Arca) está preso. Entretanto, um olhar mais apurado vai concluir sem dificuldades de que a verdadeira liberdade, aquela que nos livra da morte, pode ser encontrada só em Jesus.

A vida dentro da arca é uma vida diferente. Viver com Jesus é estar no mundo, mas ao mesmo tempo, estar fora dele.

Se todas as nossas atitudes estiverem sob o senhorio de Cristo (dentro da cobertura da Arca), tudo estará sob sua bênção e proteção.

Para quem está dentro da arca, tudo está sob a direção divina. Não dava pra Noé orar dentro da arca e ir almoçar fora dela, por exemplo. Da mesma forma, para quem está em Cristo, ir à igreja é um ato espiritual, da mesma forma que comer uma pizza depois do culto também o é. Falar de Jesus é um ato espiritual, assim como conversar com os colegas durante um jogo de futebol também o é. O namoro, o trabalho, o relacionamento conjugal, a vida em família, os negócios, as compras, a dieta, tudo o que somos e fazemos é para o Senhor.

Noé e sua família creram (obedeceram) e foram salvos – Hb 11:7.

8

CONCLUSÃO 

Não sabemos o que vai acontecer em 2011. Com certeza nossa arca será atacada pelas ondas, pelas opiniões de pessoas, enfrentaremos tempestades, teremos que renunciar a algumas coisas das quais gostamos e perderemos o controle sobre a nossa própria vida… Mas, no fim, se estivermos EM CRISTO, tudo vai dar certo. Deus está no comando e Ele sabe o que faz. 

Deus quer fazer uma aliança com você nesta hora, assim como Ele fez com Noé.

Acima de qualquer projeto que você já fez ou vai fazer para este novo ano, decida em primeiro lugar permanecer no lugar certo. Afinal, tudo vai dar certo se você estiver no lugar certo. E este lugar é JESUS.

*

*

Márcia Cristina C. Rezende
Bacharel em Teologia e Educação Religiosa
3ª Igreja Batista de Marília
 *
Permitida reprodução, sem fins lucrativos,
desde que citada a autoria e fonte.

 

 *

LEIA TAMBÉM:

*

Read Full Post »

 Penetrado pela Palavra - John Piper

.

Você já se perguntou por que o perdão de Deus é valioso? Ou, se a vida eterna é valiosa? Já se perguntou por que alguém quer ter a vida eterna? Por que desejamos viver para sempre? Estas questões são importantes por ser possível desejarmos perdão e vida eterna por motivos que comprovam que não os temos.

Por exemplo, considere o assunto do perdão. Talvez você queira o perdão de Deus por que está muito infeliz com sentimentos de culpa. Você quer alívio. Se puder crer que Deus o perdoa, você terá algum alívio, mas não necessariamente a salvação. Se quer o perdão somente por causa de alívio emocional, você não receberá o perdão de Deus. Ele não dá o seu perdão àqueles que o usam apenas para ter os dons dEle e não a Ele mesmo.

Ou, talvez, você queira ser curado de uma enfermidade ou conseguir um emprego e encontrar uma esposa. Então, você ouve que Deus pode ajudá-lo a obter estas coisas, mas que, primeiramente, seus pecados teriam de ser perdoados. Alguém o exorta a crer que Cristo morreu por seus pecados e lhe diz que, se você crer nisto, seus pecados serão perdoados. Conseqüentemente, você crê, a fim de que seja removido o obstáculo à sua saúde e consiga um emprego ou uma esposa. Isto é salvação pelo evangelho? Não creio que seja.

Em outras palavras, o que você espera receber por meio do perdão é importante. O motivo por que você deseja o perdão é importante. Se quer o perdão tão-somente por que deseja gozar da criação, então, o Criador não é honrado e você não é salvo. O perdão é precioso por uma única razão: ele o capacita a desfrutar da comunhão com Deus. Se esta não é razão por que você quer o perdão, você não o terá de maneira alguma. Deus não será usado como moeda para a compra de ídolos.

Também perguntamos: por que desejamos ter a vida eterna? Alguém pode responder: “Porque o inferno é a alternativa dolorosa”. Outro pode dizer: “Porque não haverá nenhuma tristeza no céu”. Outro pode replicar: “Meus queridos foram para o céu, e quero estar com eles”. Outros poderiam sonhar com sexo e alimentos intermináveis, ou com algo mais nobre. Em tudo isso, Alguém está ausente: Deus.

O motivo salvífico para querermos a vida eterna é apresentado em João 17.3: “E a vida eterna é esta: que te conheçam a ti, o único Deus verdadeiro, e a Jesus Cristo, a quem enviaste”. Se queremos a vida eterna por ela significar outra coisa, e não o regozijo em Deus, não teremos essa vida. Enganamos a nós mesmos dizendo que somos cristãos, se usamos o glorioso evangelho de Cristo para buscar o que amamos mais do que buscamos o próprio Cristo. As “boas-novas” não se comprovarão como boas para qualquer pessoa que não tenha a Deus como seu principal bem.

Jonathan Edwards apresentou esta verdade em um sermão1 à sua igreja, em 1731. Leia estas palavras lentamente e permita que elas o despertem para a verdadeira vida e o verdadeiro bem do perdão.

Os redimidos têm todo o seu verdadeiro bem em Deus. Ele mesmo é o grande bem que possuem e desfrutam por meio da redenção. Deus é o bem mais sublime, a suma de todo o bem que Cristo adquiriu. Deus é a herança dos santos; é o quinhão da alma deles. Ele é a riqueza e o tesouro, o alimento, a vida, a habitação, o ornamento e a coroa, a glória eterna e duradoura dos santos. Eles não têm nada no céu, exceto a Deus. Ele é o grande bem no qual os crentes são recebidos na morte e para o qual eles devem ressurgir no fim do mundo. O Senhor Deus, Ele é a luz da Jerusalém celestial; é o “rio da água da vida” que corre e a “árvore da vida” que cresce “no paraíso de Deus”. As gloriosas excelências e belezas de Deus fascinarão para sempre a mente dos santos, e o amor de Deus será o deleite eterno deles. Com certeza, os redimidos desfrutarão outras alegrias. Eles se alegrarão com os anjos e uns com os outros. Mas aquilo que lhes encantará nos anjos e uns nos outros, ou em qualquer outra coisa; aquilo que lhes proporcionará deleite e felicidade será o que de Deus poderá ser visto neles.

 .

 .
Extraído do livro: Penetrado pela Palavra, de John Piper.
Copyright: © Editora FIEL 2009
O leitor tem permissão para divulgar e distribuir esse texto, desde que não altere seu formato, conteúdo e / ou tradução e que informe os créditos tanto de autoria, como de tradução e copyright. Em caso de dúvidas, faça contato com a Editora Fiel.

.

_____________________

.

Leia também:

.

Read Full Post »