Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘Ansiedade’

quemmanda

“Cala a boca já morreu, quem manda na minha boca sou eu!”, costumávamos dizer no auge de nossa maturidade infantil rsrsrs…. Mas hoje, de repente, a lembrança desta frase me fez parar e pensar: quem realmente manda em mim? Quem decide como vou agir ou reagir?

Quantas vezes nos flagramos sendo dominados pela depressão, preguiça, gula, egoísmo, medo, ansiedade, volúpia, limitações físicas… Como está escrito em Eclesiastes 10.7: “Tenho visto servos montados a cavalo, e príncipes andando a pé como servos.” Quando nos subjugamos aos apelos do nosso corpo ou da nossa alma, nos deixamos vencer por aquilo que estamos sentindo no físico ou no “coração”, nos tornamos seus escravos. Damos ao servo o lugar de príncipe.  

É preciso perceber esta discrepância o quanto antes e “partir pra briga” mesmo! Como costuma dizer Augusto Cury: sair da plateia do teatro e assumir a liderança do “eu”.  

O salmista sabia bem a importância disso, quando cantou: “Por que estás abatida, ó minha alma, e por que te perturbas dentro de mim?” (Sl 42:5).  Nossas emoções são voláteis, frágeis, inconstantes, contraditórias e precisam ser colocadas em seu devido lugar: aos pés da cruz.

Nosso físico, envenenado pelo pecado e pelas porcarias que comemos todos os dias, é igualmente frágil. Somos lascivos, insaciáveis, desmedidos, sempre carentes de algum tipo de prazer carnal para suprir nossas necessidades. Assim sendo, também não podemos permitir que sejamos governados por nosso corpo.

Então, eu oro: Senhor, que meu viver seja comandado não pelas carências do meu corpo, nem pelas emoções da minha alma. Mas que ambos permaneçam sob o jugo suave do Espírito Santo de Deus. Seja meu Senhor e o único responsável por organizar a minha agenda. Em nome de Jesus, amém!

.

Ser Igreja

.

Márcia Rezende

Bacharel em Teologia e Educação Religiosa

Doctor of Ministry – Especialização em Bíblia

Marília/SP

Permitida reprodução e distribuição sem fins lucrativos

mediante citação da fonte e autoria.

.

Leia também:

.

________________________________________________________

Anúncios

Read Full Post »

Muitas vezes, enfrentamos momentos tão difíceis em nossas vidas, que a sensação é de estarmos num “deserto”. Relacionamentos, emoções, saúde, finanças, parece que nada dá certo. Onde está Deus? Por que Ele não faz alguma coisa? Até quando vamos suportar tanta dor?

Esta mensagem fala um pouco sobre estes “desertos” e nos ajuda a enfrentá-los e vencê-los sobre uma perspectiva correta.

* * *

* * *

Veja também:

_______________________________________

Read Full Post »

*

DECEPÇÃO! Acontece quando alguém se compromete em nos ajudar em algo, mas não aparece. Quando um amigo promete nos levar para um determinado lugar, mas não leva. Quando uma pessoa querida diz que vai fazer alguma coisa por nós, mas não faz… Quem nunca passou por isso?

É muito frustrante confiar em alguém e perceber que aquela pessoa não merecia nossa confiança.

Por outro lado, nós também muitas vezes fazemos o mesmo. Simplesmente não conseguimos cumprir com o combinado. A diferença é que, no nosso caso, sempre sabemos o motivo e nos defendemos com nossos argumentos e justificativas. Diferentemente de quando é a outra pessoa que falha conosco.

Mas, de uma forma ou de outra, a questão é uma só. Nem nós, nem ninguém consegue controlar as circunstâncias

Ouçam agora, vocês que dizem: “Hoje ou amanhã iremos para esta ou aquela cidade, passaremos um ano ali, faremos negócios e ganharemos dinheiro”. Vocês nem sabem o que lhes acontecerá amanhã! Que é a sua vida? Vocês são como a neblina que aparece por um pouco de tempo e depois de dissipa. Ao invés disso vocês deveria dizer: “Se Deus quiser, viveremos e faremos isto ou aquilo”.  Tiago 4:13-15

*

Sofremos porque nos esquecemos deste princípio tão elementar: “o amanhã a Deus pertence“.

Não podemos prever quando algo inesperado vai acontecer: um pneu furado, um ônibus quebrado, uma visita imprevista, um compromisso repentino, uma enfermidade, um desânimo, uma situação súbita. Não podemos prever o imprevisível a que todo ser humano mortal está sujeito! Ninguém pode garantir o futuro!

Se isso é certo, então devemos, sim, aprender a esperar o inesperado. Parece contraditório, mas na prática isso significa não se exasperar quando alguém não aparece na hora marcada ou não consegue cumprir uma promessa feita.

Além disso, sabemos que “todas as coisas cooperam para o bem daqueles que amam a Deus” (Rm 8:28). Aquele cuja vida está entregue nas mãos de Deus precisa acreditar que Ele realmente está no controle de todas as coisas, até daquelas aparentemente mais insignificantes. “Em seu coração o homem planeja o seu caminho, mas é o Senhor quem determina os seus passos” está escrito em Provérbios 16:9.

Aquele combinado que não deu certo, aquele compromisso que atrasou e aquele carro que quebrou, podem ter sido fruto do agir de Deus em nossas vidas, nos livrando de algo que talvez nunca saberemos. Ele não nos deve satisfações e faz o que quiser, do jeito que quiser. E tudo o que Ele faz é bom, sempre a melhor alternativa para a nossa vida.

Deus quer tratar em nós essa ânsia por controle e dominação do tempo e do espaço.

Fazer planos e contar com a ajuda de outras pessoas não é o problema. O problema é quando insistimos em ter controle absoluto sobre a nossa vida, nossa agenda e a agenda dos outros.

Que vivamos mais “relaxadamente”, descansando nos ternos braços do nosso Rei. Sabendo que imprevistos acontecem e que cada situação inesperada pode ter sido causada por um anjo do Senhor, visando nos conduzir para mais perto de Deus.

* * *

*

Márcia Rezende
Bacharel em Teologia e Educação Cristã
Marília/SP
*
Permitida reprodução e distribuição sem fins lucrativos
mediante citação da fonte e autoria.

*

*

Leia também:

*

Read Full Post »


O profeta Jeremias nos conta a história de dois homens: o homem-arbusto e o homem-árvore.

Assim diz o Senhor: maldito é o homem que confia nos homens, que faz da humanidade mortal a sua força, mas cujo coração se afasta do Senhor. Ele será como um arbusto no deserto; não verá quando vier algum bem. Habitará nos lugares áridos do deserto, numa terra salgada onde não vive ninguém.

Mas bendito é o homem cuja confiança está no Senhor. Ele será como uma árvore plantada junto às águas e que estende as suas raízes para o ribeiro. Ela não temerá quando chegar o calor, porque as suas folhas estão sempre verdes; não ficará ansiosa no ano da seca nem deixará de dar fruto.  Jeremias 17.5-8

O homem-arbusto é aquele que apoia sua vida em pessoas, bens ou valores humanos.  Ele estende suas raízes em busca daquilo que o mundo diz que é fundamental: conhecimento, tecnologia, riquezas, saúde, beleza, romance, sexo, status, realização pessoal, religiosidade…

Mas o homem-arbusto não cresce, não dá sombra nem frutos, porque suas raízes estão em lugares áridos. E quem busca segurança em lugares afastados da Fonte de Água Viva, não a encontrará, pois apenas Deus pode suprir as reais necessidades do ser humano.

E o homem-árvore? Ah, o homem-árvore é inteligente, e lança suas raízes onde tem água de verdade. Não se ilude com aparências ou discursos bonitos, mas busca a seiva da vida onde realmente tem vida.

O homem-árvore não fica com medo quando vem o calor. Sim, pois suas raízes estão seguras num ribeiro, mas ele não está protegido por uma redoma. O calor virá. Chegarão problemas, lutas, enfermidades, dificuldades, mas aquele que confia no Senhor não temerá.

Também não ficará ansioso as coisas não estiverem como ele gostaria que estivesse. Virão também fases ruins, “tempos de seca”, mas o homem-árvore não se preocupa, pois a sua confiança está firmada em Deus, e sua maravilhosa graça lhe basta.

Ele não depende do tempo ou das circunstâncias para frutificar. Seu ministério não está firmado em sua religião ou em algum líder espiritual. Ele não espera dinheiro, reconhecimento ou apoio de outras pessoas. Suas raízes estão NAQUELE que o chamou. É DEUS quem lhe sustenta. E é para ELE que o homem-árvore produz. Assim, o fruto é algo natural e quase inevitável.

Agora pare por alguns instantes e responda: onde você têm lançado suas raízes?  Em quê você tem depositado a sua confiança?

No deserto deste mundo, apenas Deus é a Fonte da Água da vida, o resto… o resto é miragem.

*

*  *  *

*


*
Márcia Cristina Rezende
Bacharel em Teologia e Educação Religiosa
Marília/SP
*
Permitida reprodução e distribuição sem fins lucrativos
desde que citada fonte e autoria.

______________________

Leia também:


Read Full Post »