Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘Intimidade com Deus’

“Não temais; estai quietos e vede o livramento do Senhor.”
Êxodo 14:13

homem desesperado

*

Parece-nos, muitas vezes, que Deus coloca seus filhos em profundas dificuldades, conduzindo-os a algum beco sem saída; armando situações que nenhum juízo humano admitiria, caso fosse previamente consultado.  A própria nuvem os conduz para mais longe. Talvez isso lhe esteja acontecendo neste exato momento.

Parece desconcertante e muito grave; mas está perfeitamente correto. O motivo é mais que suficiente para justificar aquele que o trouxe para esse beco. Trata-se de uma plataforma para que Ele lhe apresente sua graça e poder onipotentes.

Deus não somente há de livrá-lo, como também, ao fazê-lo, ensinar-lhe-á uma lição inesquecível que, mais tarde, reverter-se-á em muitos salmos e cânticos. Você jamais poderá agradecer a Deus por ter Ele agido exatamente como agiu.

*

Autor: F.B.Meyer

Fonte: Pensamentos para horas tranquilas, de D.L. Moody

*

Ser Igreja

*

Leia também:

*

_________________________________________________________

Anúncios

Read Full Post »

*

DECEPÇÃO! Acontece quando alguém se compromete em nos ajudar em algo, mas não aparece. Quando um amigo promete nos levar para um determinado lugar, mas não leva. Quando uma pessoa querida diz que vai fazer alguma coisa por nós, mas não faz… Quem nunca passou por isso?

É muito frustrante confiar em alguém e perceber que aquela pessoa não merecia nossa confiança.

Por outro lado, nós também muitas vezes fazemos o mesmo. Simplesmente não conseguimos cumprir com o combinado. A diferença é que, no nosso caso, sempre sabemos o motivo e nos defendemos com nossos argumentos e justificativas. Diferentemente de quando é a outra pessoa que falha conosco.

Mas, de uma forma ou de outra, a questão é uma só. Nem nós, nem ninguém consegue controlar as circunstâncias

Ouçam agora, vocês que dizem: “Hoje ou amanhã iremos para esta ou aquela cidade, passaremos um ano ali, faremos negócios e ganharemos dinheiro”. Vocês nem sabem o que lhes acontecerá amanhã! Que é a sua vida? Vocês são como a neblina que aparece por um pouco de tempo e depois de dissipa. Ao invés disso vocês deveria dizer: “Se Deus quiser, viveremos e faremos isto ou aquilo”.  Tiago 4:13-15

*

Sofremos porque nos esquecemos deste princípio tão elementar: “o amanhã a Deus pertence“.

Não podemos prever quando algo inesperado vai acontecer: um pneu furado, um ônibus quebrado, uma visita imprevista, um compromisso repentino, uma enfermidade, um desânimo, uma situação súbita. Não podemos prever o imprevisível a que todo ser humano mortal está sujeito! Ninguém pode garantir o futuro!

Se isso é certo, então devemos, sim, aprender a esperar o inesperado. Parece contraditório, mas na prática isso significa não se exasperar quando alguém não aparece na hora marcada ou não consegue cumprir uma promessa feita.

Além disso, sabemos que “todas as coisas cooperam para o bem daqueles que amam a Deus” (Rm 8:28). Aquele cuja vida está entregue nas mãos de Deus precisa acreditar que Ele realmente está no controle de todas as coisas, até daquelas aparentemente mais insignificantes. “Em seu coração o homem planeja o seu caminho, mas é o Senhor quem determina os seus passos” está escrito em Provérbios 16:9.

Aquele combinado que não deu certo, aquele compromisso que atrasou e aquele carro que quebrou, podem ter sido fruto do agir de Deus em nossas vidas, nos livrando de algo que talvez nunca saberemos. Ele não nos deve satisfações e faz o que quiser, do jeito que quiser. E tudo o que Ele faz é bom, sempre a melhor alternativa para a nossa vida.

Deus quer tratar em nós essa ânsia por controle e dominação do tempo e do espaço.

Fazer planos e contar com a ajuda de outras pessoas não é o problema. O problema é quando insistimos em ter controle absoluto sobre a nossa vida, nossa agenda e a agenda dos outros.

Que vivamos mais “relaxadamente”, descansando nos ternos braços do nosso Rei. Sabendo que imprevistos acontecem e que cada situação inesperada pode ter sido causada por um anjo do Senhor, visando nos conduzir para mais perto de Deus.

* * *

*

Márcia Rezende
Bacharel em Teologia e Educação Cristã
Marília/SP
*
Permitida reprodução e distribuição sem fins lucrativos
mediante citação da fonte e autoria.

*

*

Leia também:

*

Read Full Post »

*

Nem tudo o que parece é, isso todo mundo já sabe. E a Bíblia está repleta de histórias maravilhosas onde somos surpreendidos pelo inusitado (como Deus é criativo!). A história de Balaão é uma delas. Confira em Números 22:21-31.

Durante a pereguinação do povo de Israel pelo deserto, o rei de Moabe, temendo ser destruído pelos israelitas, manou chamar o vidente Balaão a fim de que este amaldiçoasse o povo de Deus. Montado em sua mula (animal bastante usado para transporte na época), Balaão segue viagem decidido a atender o pedido do rei. No meio do caminho um anjo do Senhor aparece na estrada, com uma espada na mão, para impedir que ele prosseguisse. Balaão, o famoso “vidente”, não conseguiu enxergar o anjo e foi salvo por sua jumenta que, identificando o mensageiro celestial, simplesmente empacou.

Quantas vezes, obstinados por um propósito humano e confiantes em nossa própria capacidade, fazemos nossas escolhas independentemente da vontade de Deus e dominados por uma terrível cegueira espiritual não conseguimos enxergar os sinais que o Senhor coloca em nosso caminho para nos livrar do mal.

Nossa limitação nos impede de saber ao certo o que é melhor para nós, mas Deus sempre sabe. Ele, que conhece todas as coisas, é quem tem os planos de paz para nossas vidas e deseja cumprir em nós sua boa, agradável e perfeita vontade.

Ao insistir em fazer as coisas “do nosso jeito”, dentro da nossa lógica e segundo a nossa sabedoria, entramos por um caminho obscuro e perigoso, cujo fim pode ser bastante amargoso.

Não endureçamos o nosso coração. Sejamos sábios e atentos como a mula de Balaão, sensíveis aos anjos que Deus sempre envia ao nosso caminho para nos dar a direção certa.

Quando nossas escolhas e decisões são firmadas em submissão ao senhorio de Cristo em nossas vidas, não há o que temer. Deus sempre sabe o que faz, e tem sempre o melhor para cada um de nós. Vale a pena nele confiar, sempre!

 ***

*** 

Márcia Cristina Rezende
Bacharel em Teologia e Educação Religiosa
Marília/SP
 ***
Permitida reprodução e distribuição sem fins lucrativos
mediante citação da fonte e autoria.

*

 *

***

Leia também:

*

Read Full Post »

Segredos do coração de Deus para o seu coração

 

Deus, movido por seu imensurável e perfeito amor, comprou-nos, pagando com sua própria vida através de Jesus Cristo e nos fez seu JARDIM, um jardim fechado e regado pelo seu Espírito.

Nesse Jardim, Ele deseja entrar e estabelecer um relacionamento de comunhão com cada uma de nós.  Veja o que diz a Palavra em Cantares 2.11-14:

Porque eis que passou o inverno; a chuva cessou, e se foi; aparecem as flores na terra, o tempo de cantar chega, e a voz da rola ouve-se em nossa terra. A figueira já deu os seus figos verdes, e as vides em flor exalam o seu perfume;  levanta-te, meu amor, formosa minha, e vem. Pomba minha, que andas pelas fendas das penhas, no oculto das ladeiras, mostra-me a tua face, faze-me ouvir a tua voz, porque a tua voz é doce, e a tua face graciosa.”

Deus nos ama e tem para nós uma fonte inesgotável de bênçãos. O Criador do Universo é o maior especialista em todas as áreas e quer compartilhar conosco seus segredos. Segredos que podem alegrar o nosso coração, melhorar o nosso dia e até mudar completamente a nossa vida. Ele quer nos revelar, por exemplo, qual corte de cabelo combina mais com o nosso formato de rosto, quer nos mostrar como acertar o ponto daquele prato que tentamos fazer há tempos. Ele quer nos ensinar os segredos de como conquistar o coração dos nossos filhos, como ter uma noite romântica maravilhosa com nosso esposo e também como resolver nossos problemas financeiros. Enfim, todas as respostas para todas as questões da nossa vida estão nas mãos do nosso Amado Senhor, e Ele quer nos contar seus segredos.

Infelizmente, nem sempre isso é possível. Sabe por quê? Simplesmente porque não preparamos o nosso jardim para recebê-lo. E então sofremos, choramos, nos frustramos e decepcionamos por falta de conhecimento.

Quantas vezes Jesus chegou até a porta do seu jardim, mas nem conseguiu entrar tamanha a desordem do lugar. Outras vezes Ele até entrou, mas havia tanto serviço a ser feito, que foi simplesmente impossível desenvolver qualquer tipo de diálogo mais profundo conosco. E então, vagarosamente Ele se virou e pensou: “Que pena, minha filha, eu tinha tantas coisas para conversar com você hoje… Hoje eu iria te dizer como resolver aquele problema que tem lhe tirado a paz… mas não foi possível, não é mesmo? Amanhã estarei de volta, e quem sabe você poderá me receber e ouvir os segredos que tenho guardado para você.” E assim, dia após dia, Ele volta ao nosso jardim, esperando o tempo certo para nos abençoar. Não porque merecemos, mas porque as suas misericórdias se renovam a cada manhã.

O versículo 15 de Cantares 2 diz assim: “Apanhai-nos as raposas, as raposinhas, que fazem mal às vinhas, porque as nossas vinhas estão em flor.”  Precisamos estar atentas e cuidar para que nada danifique o nosso jardim. Raposas e raposinhas simbolizam tudo o que entra no nosso coração e mata nossa comunhão com o Pai, impedindo que Ele nos revele seus segredos.

Existem pelo menos quatro atitudes essenciais que precisam ser cultivadas a fim de preparar o nosso Jardim para receber o Amado: quietude, santidade, confiabilidade e intimidade.

1. QUIETUDE

Segredo se fala baixinho, por isso é preciso silêncio para escutá-lo. Uma alma inquieta e aflita, preocupada com muitas coisas, não consegue ouvir a Deus. Num mundo de informações emergentes e com tantas vozes bramando dentro e fora de nós é cada vez mais difícil separarmos um tempo para estar a sós com o Pai. Mas precisamos aprender a calar a nossa alma e, mesmo por alguns instantes, nos desligar do mundo exterior para beber da fonte que é Cristo. Seja num monte durante a madrugada, seja cinco minutos trancada num banheiro, exercite o silêncio interior e esteja preparada para ouvir a voz do Noivo sussurrando ao seu coração.

2. SANTIDADE

Segredo se fala de pertinho, e como é possível permanecer juntinho de Jesus se estamos cheirando mal?  Deus é santo, e o pecado agride sua santidade, fazendo separação entre Ele e nós. A verdade é que o pecado fede e nos afasta do Espírito Santo. Cabe aqui lembrar que viver em santidade é muito mais do que ser assídua aos eventos da igreja ou orar muito. Não são poucas as pessoas que oram, oram, oram, mas nunca mudam. Vivem uma religiosidade vazia e mascarada. Cristo quer um coração cheiroso, limpo, lavado continuamente pelas águas purificadoras de sua Palavra. Ele não resiste àquele que abre mão de tudo para se deleitar quebrantado em sua presença.

3. CONFIANÇA

Segredo se fala a quem se confia. Quantas vezes traímos a confiança de Jesus contando a outras pessoas os segredos que Ele revelou a nós? Ficamos tão impressionadas com o fato de ouvir algo novo de Deus que queremos que todos saibam o quanto somos “espirituais”. Então saímos por aí batendo com a língua nos dentes, soltando aos quatro ventos algo que o Mestre disse especificamente para nós. Oh, pobres mortais que somos!!! Lembre que Deus nos chama de “jardim fechado” e não público. A menos que tenhamos instruções específicas para transmitir uma determinada mensagem a outra pessoa, que aprendamos a guardar no coração os tesouros que Deus tem nos entregado em nosso jardim.

4. INTIMIDADE

Finalmente, segredo se fala com quem se tem intimidade. E intimidade é algo que precisa ser construído a cada dia. Não é automático. Muitos resumem seus momentos com Deus aos cultos semanais, limitam seu relacionamento com o Pai aos “rolês” de fim de semana, vivendo dia após dia como se Jesus não existisse, ignorando sua presença. Jesus é um Deus pessoal e tem sentimentos. Todas nós sabemos o quanto é importante OUVIR da boca do nosso esposo que ele nos ama, não é mesmo? Não nos contentamos com um mero “Ah, eu não preciso falar porque você já sabe.” Mas muitas vezes fazemos isso com Jesus. Pensamos: “Ah, Ele sabe… Ele sabe que eu estou triste, que eu estou feliz, que eu estou com problemas…” e aí nos calamos e paramos para falar com Ele só em situações formais, nas horas de culto, no momento da intercessão. É verdade que Ele sabe, mas Ele quer ouvir da nossa boca, quer conversar conosco. Ele está ao nosso lado o dia todo, aproveite essa presença maravilhosa e cultive sua amizade com Ele. Converse com Ele sobre o almoço, sobre o ônibus que atrasou, sobre aquela desconfiança que apareceu, o pneuzinho abdominal que aumentou… fale sobre tudo o tempo todo. Ele quer ser seu AMIGO.

Há inúmeros e maravilhosos segredos diretamente do coração de Deus para o seu coração, que Ele mesmo quer lhe revelar no aconchego do seu jardim. Apanhe as raposinhas que tem danificado suas flores e apronte-se para o Amado.

Se o seu jardim está seco e abandonado, ferido com tantas tempestades que têm se abatido sobre ele, nosso Maravilhoso Jardineiro está pronto a soprar sobre ti um novo vento, que levará para longe toda a sujeira que os invasores deixaram, fazendo renascer a esperança e brotar nova vida onde antes só havia galhos secos.

Cuide do seu jardim: cultive a cada dia uma alma quieta, uma vida santa, um coração confiável e um relacionamento de intimidade com o Pai, e se delicie nos fartos banquetes que o Noivo tem preparado para aqueles que o amam.

Vai valer a pena!!!

Márcia Cristina Rezende

Bacharel em Educação Religiosa

Marília/SP

Permitida reprodução e distribuição sem fins lucrativos

mediante citação da fonte e autoria.

Read Full Post »

Ah, que bálsamo para a alma encontrar servos de Deus que amam ao Senhor pelo que Ele é. Que o temem e o adoram, sem santidade e honra, porque Ele é digno! Ouvindo a Rádio “Adoração Online” esta manhã, de repente me deparei com esta canção. Lágrimas vieram aos meus olhos ao notar a profundidade e beleza da letra. Aleluia, ainda existe uma Igreja apaixonada por Jesus e que ansiosamente espera pela vinda do Noivo.

Reflita na letra desta bela música e que possamos todos nós vivenciar essa verdade e experimentar a alegria da verdadeira adoração.

 

 

Minha Porção

Ministério Ipiranga

Composição: Peter Quintino

 

Senhor, és tudo para mim
Maior do que as riquezas deste mundo
És meu Deus, És tudo o que tenho
Deus fiel

Não quero Te adorar pelo que fazes
Mas quero Te adorar pelo que És
Ainda que nada eu tenha
Eu tenho a Ti

Eu não preciso de riquezas para Te adorar
Eu não preciso de promessas para ser fiel
Eu só preciso de Tua presença
Tua graça basta em mim
Tu és minha porção
E a minha herança, Jesus

 

 

Leia também:

Eu me louvo, Senhor

Deus é…

Manhã sobre o monte

 

 

Read Full Post »

“Estando Jesus a caminho, uma multidão o comprimia. E estava ali certa mulher que havia doze anos vinha sofrendo de hemorragia e gastara tudo o que tinha com os médicos; mas ninguém pudera curá-la. Ele chegou por trás dele, tocou na borda de seu manto, e imediatamente cessou sua hemorragia. “Quem tocou em mim?”, perguntou Jesus. Como todos negassem, Pedro disse: “Mestre, a multidão se aglomera e te comprime”. Mas Jesus disse: “Alguém tocou em mim; eu sei que de mim saiu poder”. Então a mulher, vendo que não conseguiria passar despercebida, veio tremendo e prostrou-se aos seus pés. Na presença de todo o povo contou por que tinha tocado nele e como fora instantaneamente curada. Então ele lhe disse: “Filha, a sua fé a curou! Vá em paz”.  Lucas 8:42-48

*

Muito já se falou e pregou sobre a história dessa mulher anônima que foi curada por Jesus ao tocar na borda de seu manto. Mas, como a Bíblia é viva, escrita por um Deus vivo para pessoas vivas, sempre há algo de novo do coração de Deus para o nosso coração.

Quando leio esse texto, vejo claramente três elementos:

 *

1. O Manancial das Bênçãos – A mulher foi curada quando tocou em Cristo. Por quê? Porque Nele está a fonte de todas as bênçãos. “Toda a boa dádiva e todo o dom perfeito vem do alto, descendo do Pai das luzes, em quem não há mudança nem sombra de variação.” (Tg 1:17). Vivemos num mundo incerto e cruel e, enquanto estivermos vivos enfrentaremos lutas, provações, enfermidades, decepções. Mas, existe um lugar de descanso, um lugar de paz, refrigério, beleza, onde podemos nos achegar confiantemente e receber ali o que precisamos para prosseguir. Neste lugar sempre há cura para o enfermo, descanso para o cansado, paz para o aflito, resposta para o confuso, salvação para o perdido, correção para o errante, força para o desanimado, amor para o carente, direção para o desencaminhado. É Deus “quem perdoa todos os meus pecados e cura todas as minhas doenças, que resgata a sua vida da sepultura e o coroa de bondade e compaixão, que enche a sua vida de bens, de modo que a sua juventude se renova como a águia” (Sl 103:3-5).

*

2. Um ser chamado Gente – Aquela mulher sem nome é uma representação de todos nós. Todos nós temos as nossas mazelas, nossas infecções, nossas doenças, feridas, iniqüidades, mágoas da infância, pecados ocultos, rancores, defeitos. Nascemos e vivemos no meio de Gente e só isso é suficiente para nos deixar rugas profundas no corpo e na alma. Estamos todos feridos. Sangramos por causa de abusos físicos e emocionais causados por pessoas que deveriam nos proteger. Sangramos por causa dos golpes que desferimos em nós mesmos nos pensamentos, recalques, complexos, escolhas erradas. Sangramos por causa do pecado que nos rodeia ou de satanás que não nos deixa em paz. Gente carente, sangrando, se esvaindo de si mesmo, e à procura de cura, clamamos pelas ruas “estou aflito e necessitado, e o meu coração está ferido dentro de mim. Vou-me como a sombra que declina; sou sacudido como o gafanhoto. De jejuar estão enfraquecidos os meus joelhos, e a minha carne emagrece. E ainda lhes sou opróbrio; quando me contemplam, movem as cabeças. Ajuda-me, ó SENHOR meu Deus, salva-me segundo a tua misericórdia.” (Sl 109:22-26).

*

 3. Uma multidão de estorvos – Entre a mulher gente que precisava de cura e o Manancial das Bênçãos onde estava a cura, havia muitos estorvos: pessoas, debilidades físicas, falta de recursos, preconceito, rejeição, religiosidade, regras, tradições… Hoje também não são poucos os estorvos  que surgem no meio do caminho, roubam a nossa atenção, nos distraem e tentam nos impedir de chegar à nossa cura. A cada dia precisamos sair do nosso “acampamento”, abandonar a rotina e nos assentarmos aos pés do Senhor, tocar na orla de seu manto, sentir seu cheiro, receber de sua seiva. Mas, no meio do caminho, sempre haverão estorvos para tentar nos impedir ou atrasar. Esse trajeto para a cura nunca será fácil. “Portanto nós também, pois que estamos rodeados de uma tão grande nuvem de testemunhas, deixemos todo o embaraço, e o pecado que tão de perto nos rodeia, e corramos com paciência a carreira que nos está proposta, olhando para Jesus, autor e consumador da fé, o qual, pelo gozo que lhe estava proposto, suportou a cruz, desprezando a afronta, e assentou-se à destra do trono de Deus. Considerai, pois, aquele que suportou tais contradições dos pecadores contra si mesmo, para que não enfraqueçais, desfalecendo em vossos ânimos.” (Hb 12:1-3).

*

Sempre estaremos doentes e sangrando, sempre haverá um Manancial de Bênçãos em Cristo e sempre haverá estorvos no meio do nosso caminho. Mas assim como aquela mulher venceu a si mesma, superou todos os estorvos, e alcançou a sua bênção, poderemos sempre também fazer o mesmo. “Como pastor ele cuida de seu rebanho, com o braço ajunta os cordeiros e os carrega no colo…” (Is 40:11)

Ninguém notou quando ela tocou em Jesus, mas o seu milagre não passou despercebido, apesar de sua discrição. Quando nos encontramos com Jesus somos transformados, e quando somos transformados não dá para permanecermos escondidos.  Impossível esconder uma luz que está acesa.

Tudo que precisamos está em Deus, à nossa disposição. Busque-o, pois é seu prazer nos banquetear com a sua presença. “Como é precioso o teu amor, ó Deus! Os homens encontram refúgio à sombra das tuas asas. Eles se banqueteiam na fartura da tua casa; tu lhes dás de beber do teu rio de delícias. Pois em ti está a fonte da vida; graças à tua luz, vemos a luz.” (Sl 36:7-9)

*

____________________

*

Márcia Cristina Rezende
Bacharel em Teologia e Educação Religiosa
Marília/SP
 
Permitida reprodução e distribuição sem fins lucrativos
mediante citação da fonte e autoria. 

*

*

LEIA TAMBÉM:

*

  *

Read Full Post »

A Bíblia é a Palavra de Deus revelada a nós. Conhecê-la é ESSENCIAL para servi-lo com integridade.

Entretanto, muitos têm perdido a oportunidade de usufruir das bênçãos do estudo da Bíblia simplesmente porque não sabem como fazê-lo. Veja abaixo algumas sugestões simples e bem práticas para facilitar a leitura sistemática das Escrituras.

 

1. PREPARE-SE

A Bíblia não é um livro comum. São textos escritos não por vontade humana, mas pela inspiração do Espírito Santo. Por isso não podemos lê-la de qualquer maneira.

Antes de ler, é importante preparar a mente para receber a Palavra. Conscientize-se de que irá adentrar em terreno sagrado. Ore pedindo ao autor da nossa fé, que abra seu entendimento para compreender sua mensagem e prepare seu coração para receber a revelação da Palavra de Deus.

 

2. ESCOLHA UM TEXTO

Não caia na cilada de abrir a Bíblia aleatoriamente e ler o primeiro parágrafo que aparecer. Deus não é Deus de confusão, Ele age de maneira organizada; e nós somos dotados de inteligência para apreender das Escrituras os ensinos do Pai.

Procure fazer um planejamento prévio e, importante, siga este planejamento até o fim. Determine, por exemplo: vou ler os quatro evangelhos, vou estudar as cartas de Paulo, o livro de Tiago, Salmos, a vida de Abraão, e assim por diante. Ao invés de trechos isolados, a leitura de um livro inteiro, do começo ao fim, é muito mais produtivo.

 

3. EXAMINE O CONTEXTO

Antes de iniciar a leitura de um livro bíblico ou qualquer texto das Escrituras, é importante que se descubra seu contexto geral: trata-se de uma história ou uma parábola? É uma carta ou um discurso? Quem escreveu? Qual a idéia geral do texto? Em que época e lugar foi escrita? A resposta a estas perguntas é essencial para uma correta interpretação da Bíblia.

Tais informações adicionais são facilmente encontradas em Bíblias de estudo e comentários bíblicos. Se você não tem acesso a esses recursos, uma leitura do primeiro e último parágrafos, dos subtítulos, e do texto em geral poderão dar uma boa idéia do que estamos falando.

 

4. LEIA E RELEIA, RELEIA E LEIA

Há um provérbio do qual gosto muito que diz: “Leia a Bíblia quando sentir vontade; e quando não sentir, leia até a vontade chegar.” A única maneira de estudar a Bíblia é lendo-a. E isso é fruto de disciplina e não da própria vontade.

Leia o mesmo texto várias vezes, sempre que necessário. Compare versões diferentes sempre que possível. Procure entender o sentido de cada palavra e frase (tenha um dicionário sempre à mão).

 

5. TIRE LIÇÕES

“A Bíblia não foi escrita para aumentar nosso conhecimento, mas para mudar a nossa vida”. Enquanto faz a leitura e no seu término pense: o que posso aprender sobre Deus neste texto? O que este capítulo fala sobre a natureza do ser humano? Este trecho contém promessas? Mandamentos? Doutrinas? Como posso aplicar estes princípios e valores na minha vida hoje?

 

6. FAÇA ANOTAÇÕES

Escrever suas dúvidas e conclusões é um ótimo exercício para auxiliar na compreensão e memorização da Palavra de Deus.

Tenha um caderno especial para isso ou faça-o na própria Bíblia. Enquanto você procura palavras para expressar seus sentimentos, a Palavra vai sendo digerida em sua mente e coração. Este é um excelente combustível para que você crie o hábito de “meditar de dia e de noite” nas Escrituras.

 

7. LEMBRE-SE

* A Bíblia é um livro transcendental. Sua aplicação não se limita ao nosso cotidiano, mas se estende à vida eterna. Nem sempre encontraremos uma resposta direta e específica a alguma inquietação do nosso dia a dia (por exemplo: devo me casar ou comprar uma bicicleta?). Brincadeiras à parte, muitas vezes a leitura da Bíblia vêm “apenas” alimentar o nosso espírito e nos dar condições de fazer as melhores escolhas, bem como nos preparar para a pátria celestial.

* Permaneça com o coração aberto. Muitas vezes, estamos com um determinado pensamento já estabelecido, e lemos a Bíblia apenas buscando textos que justifiquem tal pensamento. Forçamos o texto para satisfazer nossa própria vontade. Sejamos imparciais e honestos! Precisamos estar dispostos a ouvirmos da Palavra, inclusive aquilo que não nos agrada.

* Saiba que você nunca conseguirá compreender tudo. Uma coisa é certa: quanto mais eu me aprofundo no estudo da Palavra, mais dúvidas me aparecem. Isso porque a Bíblia não foi idealizada por homens, mas por uma mente que ultrapassa todo o nosso entendimento. Deuteronômio 29:29 diz: “As coisas encobertas pertencem a Deus; e as reveladas pertencem a nós e a nossos filhos.” É isso! Um dia, com o corpo glorificado teremos entendimento de todas as coisas, mas não agora. Continue lendo, pratique o que já entendeu e aceite, pela fé, o que você ainda não compreende.

Você deseja ter uma vida cristã frutífera e vitoriosa? Leia a Bíblia e permita que ela molde a sua vida! Simples assim 🙂 .  Afinal, ser igreja é descobrir a simplicidade do Evangelho e vivenciar a simplicidade do Cristianismo: amar a Deus e ao próximo.

.

_____________________________________

Márcia Cristina Rezende
Bacharel em Teologia e Educação Religiosa
Marília/SP
 
Permitida reprodução e distribuição sem fins lucrativos
mediante citação da fonte e autoria.

.

.

Leia também:

.

Read Full Post »

Older Posts »