Feeds:
Posts
Comentários

Archive for the ‘Família’ Category

Foto Arte de Paula Cruz

Foto: Arte de Paula Cruz

.

Muita gente não entende nem concorda com tanta ênfase dada às mulheres e se incomoda com datas comemorativas como a do Dia Internacional da Mulher.

E eu, que nem gosto de provocar, quero então reivindicar, juntamente com meus amigos, que tenhamos então um Dia do Homem.

Melhor, que 08 de Março seja revertido em “Dia do Homem”.

E, como este Blog é direcionado principalmente para cristãos, serei mais específica solicitando o “Dia do Homem Cristão”.

.

Dia 08 de Março – Dia do Homem Cristão…

.

1. Dia do homem cristão aprender que a mulher não é propriedade do marido, mas propriedade de Deus, porque como está escrito:

Vocês não pertencem a si mesmos, pois foram comprados por alto preço. Portanto, honrem a Deus com seu corpo. 1 Coríntios 6.20

 

2. Dia do homem cristão se conscientizar que, em Cristo, todos são iguais, portanto uma mulher não deve ser discriminada, ridicularizada, maltratada ou menosprezada por ser mulher, porque como está escrito:

Todos que foram unidos com Cristo no batismo se revestiram de Cristo. Não há mais judeu nem gentio, escravo nem livre, homem nem mulher, pois todos vocês são um em Cristo Jesus. Gálatas 3.27-28

 

3. Dia do homem cristão aprender a olhar a mulher com respeito, independentemente da roupa que ela esteja vestindo, porque como está escrito:

Quem olhar para uma mulher com cobiça já cometeu adultério com ela em seu coração. Se o olho direito o leva a pecar, arranque-o e jogue-o fora. É melhor perder uma parte do corpo que ser todo ele lançado no inferno. Mateus 5.28-29

 

4. Dia do homem cristão entender que o machismo não é bíblico e que qualquer violência física, psicológica ou verbal contra a mulher, é pecado e impede que suas orações sejam respondidas, porque como está escrito:

Vocês, maridos, honrem sua esposa. Sejam compreensivos no convívio com ela, pois, ainda que seja mais frágil que vocês, ela é igualmente participante da dádiva de nova vida concedida por Deus. Tratem-na de maneira correta, para que nada atrapalhe suas orações. Por fim, tenham todos o mesmo modo de pensar. Sejam cheios de compaixão uns pelos outros. Amem uns aos outros como irmãos. Mostrem misericórdia e humildade. Não retribuam mal por mal, nem insulto com insulto. Ao contrário, retribuam com uma bênção. Foi para isso que vocês foram chamados, e a bênção lhes será concedida.  1 Pedro 3.7-9

 

5. Dia do homem cristão admitir que, depois de casado, o seu corpo e seus desejos passam a pertencer à sua esposa, e não só o corpo dela pertence a ele, porque como está escrito:

Uma vez que há tanta imoralidade sexual, cada homem deve ter sua própria esposa, e cada mulher, seu próprio marido. O marido deve satisfazer as necessidades conjugais de sua esposa, e a esposa deve fazer o mesmo por seu marido. A esposa não tem autoridade sobre seu corpo, mas sim o marido. Da mesma forma, não é o marido que tem autoridade sobre seu corpo, mas sim a esposa.  1 Coríntios 7:2-4

 

6. Dia do homem cristão entender que sua responsabilidade como líder da esposa não é mandar ou fazer exigências, mas protegê-la e amá-la como Cristo ama sua Igreja, porque como está escrito:

Os maridos devem amar cada um a sua esposa, como amam o próprio corpo, pois o homem que ama sua esposa na verdade ama a si mesmo. Ninguém odeia o próprio corpo, mas o alimenta e cuida dele, como Cristo cuida da igreja. Efésios 5.28-31

 

7. Dia do homem cristão perceber que, ao se casar, precisa continuar honrando sua mãe, mas o lugar de honra no seu coração e na sua agenda agora pertence à esposa, porque como está escrito:

Deixará o homem seu pai e sua mãe, e se unirá a sua mulher; e serão dois numa carne. Efésios 5:31

 

8. Dia do homem cristão compreender que amar a esposa não é “trazer comida pra dentro de casa”, mas suprir todas as suas necessidades emocionais (respeito, carinho, amizade, compreensão, perdão, atenção, etc.) e estar sempre pronto a se sacrificar por ela, porque como está escrito:

Vivam em amor, seguindo o exemplo de Cristo, que nos amou e se entregou por nós como oferta e sacrifício de aroma agradável a Deus. Maridos, ame cada um a sua esposa, como Cristo amou a igreja e a si mesmo se entregou por ela. Efésios 5:2,25

 

9. Dia do homem cristão não temer a rivalidade feminina, mas reconhecer que não é bom em tudo e que precisa da mulher para somar forças, porque como está escrito:

E disse o Senhor Deus: “Não é bom que o homem esteja sozinho. Farei alguém que o ajude e o complete”. O homem que encontra uma esposa encontra um bem precioso e recebe o favor do Senhor. Gênesis 2:18 e Provérbios 18.22

 

10. Dia do homem cristão parar de buscar na pornografia um prazer que apenas o leito conjugal pode proporcionar, porque como está escrito:

Beba a água de sua própria cisterna, compartilhe seu amor somente com sua esposa.
Por que derramar pelas ruas a água de suas fontes, ao ter sexo com qualquer mulher? Reserve essa água apenas para vocês; não a reparta com estranhos. Seja abençoada a sua fonte! Alegre-se com a mulher de sua juventude! Ela é gazela amorosa, corça graciosa; que os seios de sua esposa o satisfaçam sempre e você seja cativado por seu amor todo o tempo! Por que, meu filho, se deixar cativar pela mulher imoral, ou acariciar os seios da promíscua? Pois o Senhor vê com clareza o que o homem faz e examina todos os seus caminhos. Provérbios 5.15-21

 

11. Dia do homem cristão resolver seus conflitos domésticos com sabedoria e temor a Deus, sabendo que, por mais que sua esposa seja “difícil, seu papel é permanecer fiel, educado e bondoso, porque como está escrito:

Que ninguém retribua o mal com o mal, mas procurem sempre fazer o bem uns aos outros e a todos. Estejam sempre alegres. Nunca deixem de orar. Sejam gratos em todas as circunstâncias, pois essa é a vontade de Deus para vocês em Cristo Jesus. 1 Tessalonicenses 5.15-18

 

12. Dia do homem cristão resolver suas próprias neuras e entender que se sujeitar a uma mulher não coloca sua masculinidade em risco, mas o fortalece, porque como está escrito:

Sujeitem-se uns aos outros por temor a Cristo. Não sejam egoístas, nem tentem impressionar ninguém. Sejam humildes e considerem os outros superiores a si mesmos. Não procurem apenas os próprios interesses, mas preocupem-se também com os interesses alheios. Tenham a mesma atitude demonstrada por Cristo Jesus. Efésios 5:21 e Filipenses 2.3-5

 

13. Dia do homem cristão compreender que um casamento saudável é construído com mutualidade, e que conversar com a esposa, trocar ideias, pedir opinião, escutá-la com atenção e humildade, não tira sua autoridade espiritual, mas solidifica sua posição, porque como está escrito:

O caminho do insensato parece-lhe justo, mas o sábio ouve os conselhos. Provérbios 12.15

 

14. Dia do homem cristão entender que, ao final de um dia de trabalho, todos estão cansados, e não só ele; e que o esforço de todos resultará num ambiente de harmonia e unidade dentro de casa, porque como está escrito:

Quem quiser tornar-se importante deverá ser servo; e quem quiser ser o primeiro deverá ser escravo de todos. Pois nem mesmo o Filho do homem veio para ser servido, mas para servir e dar a sua vida em resgate por muitos. Marcos 10:43-45

 

15. Dia do homem cristão exercer o domínio próprio e não culpar a “dor de cabeça” da mulher para justificar o próprio adultério, porque como está escrito:

Cada um é tentado, quando atraído e engodado pela sua própria concupiscência.
Depois, havendo a concupiscência concebido, dá à luz o pecado; e o pecado, sendo consumado, gera a morte. Honrem o casamento e mantenham pura a união conjugal, pois Deus certamente julgará os impuros e os adúlteros. Tiago 1.14-15 e Hebreus 13.4

 

Sim, que todo dia seja o dia do homem cristão usufruir a sua liberdade em Cristo, vivendo como filho amado do Pai Celestial, construindo sua vida, família e ministério sobre o alicerce firme do Evangelho, sendo uma bênção de Deus nesta terra, a começar com sua própria família.

.

*     *    *

Assinat Blog

 

Leia também:

___________________________

Read Full Post »

Uma mensagem para as mulheres mal-amadas que existem por aí…

01mulher

Acontece todos os dias, mas principalmente nas datas especiais. Tudo o que gostaríamos era poder nos sentir valorizadas pelas pessoas que estão perto da gente, não é mesmo?

Na televisão, na internet e até na casa da amiga, tudo o que vemos são homenagens, elogios, abraços, presentes…

Mas, quando chegamos em casa ou no escritório, precisamos encarar uma realidade totalmente diferente.

Desprezo, indiferença, xingamentos, agressões, solidão, ingratidão, traição, é só o que recebemos de presente todos os dias, do marido, do filho, do patrão, ou até dos pais.

Como dói ser desvalorizada e maltratada por aqueles que mais deveriam nos proteger.

Não posso prometer que sua realidade vai mudar. Talvez nunca mude.

Mas a minha palavra para você neste dia é: você tem valor! Mesmo que ninguém à sua volta pareça perceber, você é única e está neste mundo por um motivo muito especial.

E não é só um clichê, é uma grande verdade.

Você não é o papel que você exerce. O que te define não é a maternidade ou a esterilidade, o casamento ou a solteirice, a magreza ou a obesidade. O que te define não é o diploma, a carreira ou o extrato bancário, menina. O que te define não é o que as pessoas dizem ou acham de você.

O que te define é a sua essência, é quem você nasceu para ser. Suas habilidades, sua personalidade única, sua forma de ser, agir e pensar.

Então, não permita que ninguém, além de você, seja responsável por aquilo que pensa de si mesma.

FormatFactorytumblr_lciezphuHg1qf101ho1_500

Blinde o seu coração, filtrando com cuidado as palavras que ouve de outras pessoas.

E, mesmo que os seus não a valorizem, há um Deus que a tudo vê.

Eu sei que às vezes isso parece não ser suficiente, mas acredite: é.

Deus te amou tanto que decidiu te criar. Você não é fruto do acaso, do preservativo furado ou dos astros. Você nasceu porque o Criador assim desejou. E a vontade Dele é sempre boa e perfeita.

Deus te amou tanto que morreu na cruz para que você tivesse vida através Dele. Sim, você é muito importante pra Ele.

Esconda Nele o seu coração. Entregue a Ele suas lágrimas, decepções, anseios e acredite: Ele cuidará de cada detalhe que lhe for confiado.

Quanto a você, se ame, se cuide, se reinvente, se dê presentes.

Coloque na sua agenda atividades que lhe dão prazer: saia com as amigas, ande descalça na areia, tome um sorvete, veja um bom filme, leia um bom livro, fuja de temas depressivos, brinque, dê risada, faça terapia, se alimente bem, comece algum tipo de atividade física… Faça algo de bom para você mesma TODOS OS DIAS!

Sempre tem algo que caiba no seu orçamento e na sua rotina. Então não fique esperando reconhecimento ou mimos de outras pessoas, tome a iniciativa e faça você mesma hehe!

Isso não é egoísmo, não é orgulho, não é errado. É amor-próprio.

Pare diante do espelho e pense: o que existe em mim, que é muito bom?

Se faça um elogio sincero todos os dias! Se motive! Se inspire!

Gosto muito de uma frase que diz: “Ninguém é nota dez em tudo, mas todo mundo é nota dez em alguma coisa”. Em quê você é nota dez? Descubra suas qualidades, seus valores e reafirme diante de Deus e de você mesma quem você é.

Se você se sente mal-amada pelas pessoas a quem você ama, saiba que quem está perdendo são elas, por não perceberem o quão abençoados eles são.

Além disso, a gente só dá daquilo que tem. Se sua família ou amigos não conseguem expressar amor e carinho por você, é bem provável que estejam emocionalmente doentes e nem saibam disso.

Mas cuidado: saiba estabelecer limites! Não admita ser tratada com desrespeito ou desonra. Se estiver sofrendo algum tipo de abuso físico ou psicológico, busque ajuda!

Encerro desejando a você um excelente Dia da Mulher… de dentro pra fora!

Isso me fez lembrar um vídeo-clipe que eu amoooo, da Priscila Brenner.

A letra da música diz:

Se olha, se aceita, se acolhe,
Que a culpa aí dentro até some, evapora e não volta mais.
Se orgulha, se liberta, se cura,
Que as marcas de amor que tu usas são perfeitas pra ti.
O seu corpo é forte, é obra divina, é 
vida; o caminho entre o céu e a terra é você!
Se tira dessa bolha de padrões, não deixa a vida pra depois.
Bonito mesmo é ser feliz!
Carta pra mim, eu sou assim
porque o amor maior do mundo nasceu de mim.
Canta pra mim, me abraça e me ama de dentro pra fora…
O meu corpo…

Link do vídeo no Youtube: Carta pra mim

*   *   *

Assinat Blog

 

Leia também:

 

Read Full Post »

779a3b85-6df2-46cd-97d5-c91bbbe5ad5b-0094

.

A Bíblia fala várias vezes sobre a importância da submissão.

Segundo o dicionário, submissão pode ser entendida como uma disposição para obedecer, para aceitar uma situação de subordinação; docilidade, obediência, subalternidade.

Assim, os filhos devem ser submissos aos pais (Ef 6:1), a esposa deve ser submissa ao marido (Cl 3:18) e os cidadãos devem ser submissos às autoridades constituídas (Rm 13:1).

Mas é importante que entendamos que esta submissão não é cega ou incondicional.

Nos primeiros capítulos de Atos, encontramos alguns exemplos muito interessantes de quando a submissão foi condenada e a insubmissão aprovada.

Safira foi submissa ao seu marido Ananias, mantendo-se fiel ao que haviam combinado entre si (mentir para os apóstolos com relação ao valor da venda de uma propriedade deles). Foi punida com a morte. Atos 5:1-10.

Os apóstolos foram insubmissos às autoridades, desobedeceram reincidentemente e afrontaram publicamente os sacerdotes e seus oficiais, ao insistir em ensinar sobre Jesus no Templo. Foram incentivados inclusive por um anjo a continuarem pregando, mesmo após açoites e prisões. Atos 5:17-41

Perseguidos pelas autoridades de Jerusalém pelo fato de serem cristãos, os discípulos se vêem obrigados a fugirem da cidade. Mas, onde chegavam, continuavam anunciando o Evangelho. Atos 8:1-4

Pedro (logo Pedro!) foi insubmisso a uma Lei Judaica. A Lei proibia um judeu de entrar num lar gentio ou de associar-se de alguma forma com os gentios. Porém, orientado por Deus numa visão, Pedro hospeda homens gentios em sua própria casa, e depois permanece hospedado alguns dias na casa de Cornélio, um oficial romano, onde fala sobre as Boas Novas do Evangelho e o batiza, juntamente com familiares e amigos. Atos 10:1-48.

 

O Blog Púlpito Cristão, reproduziu um artigo de Renata Veras, onde afirma que “não podemos usar a submissão como desculpa para uma personalidade passiva o u um estilo de vida igualmente pecaminoso, que confunde submissão com omissão, comodismo, conformismo, preguiça, indiferença, inércia.”

 

A submissão bíblica é sempre “no Senhor”, com discernimento e sabedoria para identificar quando um determinado direcionamento nos levará no sentido contrário da vontade de Deus.

A submissão bíblica é sempre submissa à soberania de Deus, com coragem para agir de maneira contrária à liderança (pais, avós, patrões, governos, pastores, maridos…) sempre que esta liderança estiver contrária à liderança de Deus.

* * *

Ser Igreja

*

Márcia Cristina Rezende

Bacharel em Teologia e Educação Religiosa
Doctor of Ministry em Bíblia
Marília/SP

 Permitida reprodução e distribuição sem fins lucrativos
mediante citação da fonte e autoria.

 

Leia também:

 

_____________________________________________

Read Full Post »

Namorar é uma delícia!!!

Este relacionamento pré-casamento, entre duas pessoas apaixonadas pode ser uma das fases mais ricas e ternas da vida de um ser humano. Basta ser inteligente e saber aproveitar.

Que fique claro que estou falando de namoro pra valer, o que muitos consideram “careta” e ultrapassado. Não se trata de apenas “ficar” ou “pegar”, hábitos descomprometidos e levianos. Falo de namoro de verdade, que começa com uma leve arritmia cardíaca, troca de olhares, um toque na mão meio que sem querer… aí evolui para uma conversa, uma saída, uma declaração de amor… Ao contrário do que muitos pensam, isso nunca sai de moda e sempre vai existir, graças a Deus! Porque? Porque namorar assim é uma delícia!

Namorar é uma delícia quando os pais consentem, aceitam o relacionamento e abençoam o casal. No namoro, duas famílias estão envolvidas e o desafio é construir relacionamentos saudáveis em todas as esferas. Programas divertidos e momentos de bate papo com os familiares aprofundam o sentimento e demonstram respeito mútuo.

Namorar é uma delícia quando há romantismo. E para haver romantismo não é preciso dinheiro, mas criatividade. Não é preciso presentes caros ou passeios dispendiosos. Quando se está apaixonado, o que importa é estar junto. Telefonemas inesperados, bilhetinhos apaixonados, o chocolate preferido embrulhado pra presente, uma serenata, apelidos carinhosos, gestos educados, versinhos “ridicularmente” melosos, um encontro inesperado, elogios inteligentes… a lista é interminável.

Namorar é uma delícia quando ambos compreendem os limites do relacionamento. No namoro, os beijos, abraços e carícias não ocupam a maior parte do tempo nem são prioridade. No namoro a gente brinca, conversa, passeia, ouve música, sonha, faz planos, toma sorvete, dá risada… Não se perde tempo procurando lugares escuros nem oportunidades para ficar a sós, pois a intimidade física é reservada para o casamento.

Namorar é uma delícia quando há respeito, diálogo civilizado, sabedoria para resolver conflitos, disposição para ouvir, desejo sincero de compreender e abrir mão de seus direitos de vez em quando, tolerância, delicadeza, honestidade, humildade para perdoar. Nem sempre tudo vai estar bem e os namorados estarão ambos bem humorados, aí é preciso jogo de cintura para driblar a situação e jogar fora as picuinhas.

Namorar é uma delícia quando quem namora é adulto. Sim, pois namoro não é coisa pra criança. No namoro não há espaço para ciúme excessivo, baixa alto estima, carência afetiva, egoísmo, pirraças, descontrole emocional e outras características de uma personalidade imatura. Pra namorar, tem que ser gente grande, satisfeito consigo mesmo e ver no outro uma pessoa para amar e não para satisfazer suas próprias necessidades.

Namorar é uma delícia quando há também um pouco de silêncio, um pouco de saudade. Quando há tempo para si mesmo. Há que se dar espaço para que a própria vida e a do outro continue pulsando: shopping com as amigas, futebol com os amigos de infância, a leitura de um bom livro, estudo, trabalho, família.

Namorar é uma delícia quando é feito a três. Quando Deus, que é o maior interessado em nosso bem estar é convidado a estar presente em todas as conversas, participar de todos os encontros e orientar em todas as escolhas, há segurança no relacionamento. Orar juntos, buscar a Deus nos momentos difíceis, agradecer a Ele cada pequena conquista, ser bênção na vida do outro através de seus dons espirituais, cantar músicas em adoração ao Senhor, adorá-lo a dois, são posturas que podem mudar toda uma vida.

Quando o namoro dá certo e ambos decidem que querem viver juntos pelo resto da vida, vem o casamento. E é aí que o namoro amadurece, muda de fase e… fica ainda mais delicioso!

A todos os casais apaixonados e enamorados, que o coração continue batendo forte a cada encontro e que um simples olhar do bem amado continue nos tirando o fôlego.

Feliz Dia dos Namorados!

 o

________________________

o

Márcia Rezende
Bacharel em Teologia e Educação Religiosa
Marília/SP
 
Permitida reprodução e distribuição sem fins lucrativos
mediante citação da fonte e autoria.

o

o

Leia também:

o

o

Read Full Post »

 

Encontrei este texto da Carol de Andrade e postei aqui no meu cantinho por concordar com ela. Infeliz da mulher (e também do homem) que acredita que vai encontrar a felicidade apenas no ser amado. Colocar a expectativa de realização pessoal em outra pessoa sempre termina em frustração e angústia. Passar o dia dos namorados sem um namorado não pode ser encarado como motivo de depressão. Quem depende do outro para satisfazer suas carências emocionais nunca ficará satisfeito.  Enquanto não aprendermos o real sentido da declaração de Cristo: “A minha graça te basta”, não conseguiremos nos relacionar de modo saudável com outra pessoa.

__________________________________________________________________________________________________

 

12 de Junho – Brasil – Dia dos Namorados

 

Dia “recheado” de muito romance. A mídia nos bombardeia com promoções, corações e muito vermelho pelas lojas, comerciais, e até mesmo nas nossas igrejas. Existe sempre aquele parente, “irmãzinha” da igreja, amiga distante, que vem com aquela famosa frase: você está namorando? Você pela centésima vez fala que está solteira, solta até um eu estou esperando em Deus! Depois do esperando em Deus vem a continuação: isso mesmo, temos que estar no centro da vontade de Deus.

Mas você está mesmo esperando ou está é mesmo encalhada?

Faremos um teste básico para você detectar se está na espera ou encalhada:

1. Quando você começa a ler sobre namoro, ver fotos, conversar com suas amigas que estão namorando fica pensando porque não eu?

2. Fica conversando com vários “irmãos” que conheceu pela internet e dizendo suas qualidades, até tem um perfil escondido num site de relacionamento?

3. Passa mais tempo do seu dia imaginando como seria ter um namorado do que outra coisa?

4. Acredita que só será feliz se estiver namorando?

5. Sente-se triste e por vezes deprimida por estar solteira?

6. Fica visitando igrejas e eventos para ver se encontra o tão esperado “varão”?

Se você respondeu sim para todas as questões acima você está encalhada! Sua vida está baseada em querer encontrar alguém para suprir sua solidão. O amor é doação! Amar é estar disposta a fazer o outro feliz e não esperar que encontre alguém para que a faça feliz. Ser feliz é conseqüência de um amor mútuo!

Leia 1 Coríntios 13 todo! Não fixe-se em só um versículo! Caso não tenha compreensão plena peça ao Senhor!

E se você disse não para todas as perguntas não fique tão animada! Você ainda tem mais para examinar dentro de si! Liste 10 coisas imprescindíveis para o homem da sua vida. Saiba que a primeira deve ser um homem compromissado com Cristo! Nada de julgo desigual!!! Procure sempre um homem que busque a Deus para encontrar o seu coração!

Após fazer essa lista veja se você se enquadra em todos os tópicos. Não podemos querer algo que não somos também! Lembra que você irá fazer alguém feliz? Como você quer um homem de caráter, firme no Senhor, compromissado com a obra, se você não tem buscado isso para si mesma? “… buscai primeiro o reino de Deus, e a sua justiça, e todas estas coisas vos serão acrescentadas.” MT 6:33

Namoro é pra casamento! Não é para ficar matando tempo.

Busque ao Senhor em primeiro lugar, busque fazer a vontade de Deus. Saia com seus amigos, visite igrejas, vá a congressos, mas tudo para honra e glória do Senhor. você encontrará a pessoa que você fará feliz nesses lugares ou similares. Pode até ser na internet. Mas estar na espera é esperar mesmo! Não é ficar na busca desenfreada, naquela vontade de ganhar presente no próximo dia dos namorados.

Estar solteira não é o fim, você precisa estar solteira para conhecer aquele que junto com você, serão felizes!

 

 Autora: Carol de Andrade

Fonte: Blog am3m

.

 _______________________

 .

Leia também:

.

 

Read Full Post »

 

O QUE A BÍBLIA DIZ SOBRE MORAR JUNTO SEM SE CASAR

“Portanto, o homem deixará pai e mãe e se unirá à sua mulher, e eles se tornarão uma só carne”  Gênesis 2:24

*

É cada vez mais comum casais que optam por um relacionamento mais livre, e simplesmente passam a morar juntos, sem o compromisso do casamento. É o que o código civil chama de “uniões estáveis”.

Os argumentos para que um casal não queira assumir o casamento, são variados e muito criativos, mas não conseguem anular os preceitos de Deus, que são eternos.

Precisamos entender dois princípios básicos sobre este assunto:

1. O relacionamento íntimo conjugal é um privilégio exclusivo para o casamento. Este é o plano de Deus desde o princípio para o ser humano: “Por causa da imoralidade, cada um deve ter sua esposa, e cada mulher o seu próprio marido” (1 Coríntios 7:2). Todo aquele que opta por um plano diferente, estará entrando por um caminho obscuro e sem a aprovação do nosso Criador. Ter relações sexuais com alguém que não é seu esposo/esposa é fornicação. Deus assim determinou para que pudéssemos manter nosso corpo limpo, puro e santo. Veja o que a Bíblia fala sobre prostituição na área sexual:

“As obras da carne são manifestas, as quais são: adultério, prostituição, impureza, lascívia…  e coisas semelhantes a estas, acerca das quais vos declaro, como já antes vos disse, que os que cometem tais coisas não herdarão o reino de Deus.” Gálatas 5:19

“Os alimentos são para o estômago e o estômago para os alimentos; Deus, porém, aniquilará tanto um como os outros. Mas o corpo não é para a prostituição, senão para o SENHOR, e o SENHOR para o corpo.”  1 Coríntios 6:13

 “Mortificai, pois, os vossos membros, que estão sobre a terra: a prostituição, a impureza, a afeição desordenada, a vil concupiscência, e a avareza, que é idolatria; pelas quais coisas vem a ira de Deus sobre os filhos da desobediência.”  Colossenses 3:5-6.

2. Morar junto ou manter relações sexuais não substituem o casamento. Casamento é uma cerimônia pública perante Deus e a sociedade, onde o casal faz uma aliança indissolúvel.

O CASAMENTO É UMA CERIMÔNIA QUE OFICIALIZA A UNIÃO DE UM CASAL. NÃO É INVENÇÃO DE HOMENS, MAS DE DEUS. NÃO É DOGMA RELIGIOSO, É BÍBLICO.

Li há pouco tempo um artigo, cujo autor afirmava que casamento não é bíblico porque Adão e Eva não se casaram, e Isaque deitou-se com Rebeca assim que a conheceu… Ora, ora… Quanta ignorância!!

Adão e Eva não tiveram testemunhas humanas, mas receberam a bênção de Deus (2)! Quanto a Isaque, não sabemos ao certo o que aconteceu (3). Quem estuda (com seriedade) um pouquinho de teologia, sabe que, muitas vezes, a narrativa bíblica não dá detalhes da situação, fazendo com que o leitor desapercebido pense que os fatos foram consecutivos, o que nem sempre é verdade. Um exemplo clássico disso é o capítulo 4 de Gênesis, que conta que Adão e Eva tiveram dois filhos: Caim e Abel. Caim matou Abel, saiu de casa e se casou com uma mulher. O que aconteceu antes e depois do nascimento de cada um, o nascimento de outros filhos, a formação de outras tribos, e outros detalhes, é omitido nas Escrituras com uma única razão: não era importante. Logo, o fato da Bíblia não detalhar o casamento de Isaque não significa que ele não se casou!!! Por outro lado, mesmo que ele não tenha se casado oficialmente, isso não significa que Deus tenha aprovado sua atitude. No início dos tempos, práticas como o incesto, poligamia, escravidão, apedrejamento e tantas outras, faziam parte do contexto cultural do povo de Israel, nem por isso, refletiam os propósitos de Deus.

Jesus Cristo, em seu ministério, por várias vezes denunciou práticas e cerimônias desnecessárias e puramente legalistas, como se lavar antes das refeições, guardar o sábado, não comer na companhia de “pecadores” e a circuncisão, mas nunca disse nada, direta ou indiretamente, contra a cerimônia de casamento. Pelo contrário, confirmou-a várias vezes (Mt 19:1-8, 22:2; Lc 20:34; Jo 2:1-2). Se o casamento fosse algo irrelevante ou desnecessário, com certeza o Mestre nos teria deixado tal ensino. Ao abordar a mulher samaritana, Jesus confrontou seu pecado dizendo que ela morava com um homem que não era seu marido (Jo 4:17-19). A mulher confirmou a fala de Jesus. MORAR JUNTO e ESTAR CASADO são duas coisas diferentes.

As Escrituras falam de casamento e de prostituição. E não há absolutamente nenhum respaldo bíblico para deduzir que sexo e casamento são a mesma coisa. Antes, alerta: sexo sem casamento é prostituição.

“Mas, por causa da prostituição, cada um tenha a sua própria mulher, e cada uma tenha o seu próprio marido. Mas, se te casares, com isto não pecas; e também, se a virgem se casar, por isso não peca” 1Cor 7.2, 28 

“Quero, pois, que as que são moças se casem, gerem filhos, governem a casa, e não dêem ocasião ao adversário de maldizer; porque já algumas se desviaram, indo após satanás” 1 Tm 5:14-15 

“Digno de honra entre todos seja o matrimônio, bem como o leito sem mácula, pois aos devassos e adúlteros Deus os julgará.” Hb 13:4

“Porque a mulher que está sujeita ao marido, enquanto ele viver, está-lhe ligada pela lei; mas, morto o marido, está livre da lei do marido. De sorte que, vivendo o marido, será chamada adúltera se for de outro marido; mas, morto o marido, livre está da lei, e assim não será adúltera, se for de outro marido.” Romanos 7:2-3

“Digo, porém, aos solteiros e às viúvas, que lhes é bom se ficarem como eu. Mas, se não podem conter-se, casem-se. Porque é melhor casar do que abrasar-se. Todavia, aos casados mando, não eu mas o Senhor, que a mulher não se aparte do marido. Se, porém, se apartar, que fique sem casar, ou que se reconcilie com o marido; e que o marido não deixe a mulher.” 1 Coríntios 7:8-11

Certamente a cerimônia que oficializa o casamento varia conforme a cultura de cada época e lugar. Nos nossos dias, envolve um contrato civil feito em cartório. Com a assinatura deste contrato, o casal recebe uma certidão de casamento, ou seja, um documento que comprova que ambos estão casados. Hoje, sem esta certidão, não há casamento. Quando Jesus estava conversando com a mulher samaritana, ele foi bem claro quando disse: “…o homem com quem você mora agora não é seu marido” (João 4:16-18). Confirmando o conceito de que não basta morar junto para se considerar casado. Assim sendo, concluímos que um casal só pode viver junto, como marido e mulher, apenas se forem legitimamente casados um com o outro. Caso contrário, ambos estão em fornicação.

Se este for o seu caso, procure acertar a sua situação. Sabemos que os mandamentos de Deus para nós são todos para o nosso bem. Não podemos amar a Deus e discordarmos de Sua maneira de dirigir todas as coisas.

Sei que muitos hoje pensam de maneira diferente e consideram que o casamento civil é uma prática obsoleta e sem valor algum diante de Deus. É certo que só o contrato não basta se o casal vive em discórdia e desrespeito mútuo. Por outro lado, importa fazer uma coisa sem omitir a outra, casar judicialmente sem se esquecer de honrar esse compromisso em amor.

“Importa antes obedecer a Deus que aos homens. Se porém, não lhes agrada servir ao Senhor, escolham hoje a quem vocês irão servir”.

(Atos 5:29 e Josué 24:15).

*

*   *   *

*

Márcia Cristina Rezende

Bacharel em Teologia e em Educação Religiosa

Marília/SP

Permitida reprodução e distribuição sem fins lucrativos

mediante citação da fonte e autoria.

*

  

*

Leia também:

*

_______________________________________

Read Full Post »

Dia das mães. Na mídia, comércio ou festinhas escolares, a mãe rainha do lar é prodigamente exaltada. Muito se fala e se escreve sobre sua dedicação, amor, beleza, sabedoria, perseverança e outras tantas virtudes. A mãe é homenageada, elogiada, mimada, presenteada. Celebra-se entretanto apenas o modelo idealizado de mãe. Hoje quero aqui lembrar de outras mães. A mãe de carne e osso, com filhos já crescidos, e que já não se sente tão amada.

A maternidade é a realização de um sonho de menina. A chegada do filho traz festa, emoção, alegria, realização, e também, é claro, um pouco de trabalho: trocar fraldas, fazer dormir, dar remédio, levar ao pediatra, vacinar, cuidar da febre, decifrar o choro, mamadeiras, sopinhas, primeiros dentinhos… Aquele bebê tão frágil e dependente no colo lhe dá a certeza de que, por mais difícil que seja, é sempre uma alegria cuidar dele.

O filho logo aprende a andar e então mãe descobre que seu trabalho aumentou: ele corre, põe o dedo na tomada, puxa a toalha, sobe na escada, pula do berço, bate a testa, foge, rala o joelho, se esconde, derruba o suco, quebra o vaso, espalha o arroz, faz graça, ri, dança, se atrapalha com as palavras… Ah, é tudo tão bonitinho!  E entre sustos e surpresas, a mãe é feliz, pois tem todo o amor do filho que a admira, procura, chama, beija e quer bem.

Mas, um dia, de repente, o filho cresce; vira gente grande e senhor de seu destino. A mãe não precisa mais conferir se a orelha está limpa nem ensiná-lo a amarrar o tênis, afinal, ele já consegue fazer tudo sozinho. E é justamente aí, nesse ponto, que começam as mais sérias preocupações. Nem todos tomam os mesmos caminhos. Alguns se perdem e voltam-se contra tudo o que lhes foi ensinado desde o berço.

Provérbios 10:1 diz: “O filho sábio alegra a seu pai, mas o filho insensato é a tristeza de sua mãe”. As escolhas erradas do filho fazem sangrar a alma da mãe, numa dor tão profunda e aguda, que não cabe em qualquer palavra. Os sonhos que nutria enquanto segurava com força o bebê no colo, devagarzinho se esvaem. A mãe se pergunta: ‘onde foi que eu errei?’. Não encontrando a resposta, chora.

Com uma realidade bem diferente dos lindos comerciais de TV, muitas mães passam o segundo domingo de maio frustradas e infelizes por saberem que, apesar de todo esforço empenhado, não são mais a “rainha do lar”, e não podem mais receber nem mesmo o amor do próprio filho. Afinal, o próprio Jesus disse que quem ama, obedece. Muitos filhos simplesmente escolhem desobedecer e adentram no mundo da prostituição, do crime, das drogas, dos vícios, da pornografia, da mentira, da desonestidade, da rebeldia, do egoísmo. E a mãe, decepcionada e com o coração partido, não consegue ignorar, não consegue superar, não consegue desistir. O filho é um pedaço dela e sempre vai ser, tenha a idade que tiver. Nada pode mudar isso. E só quem também é mãe e chora por seu filho consegue entender essa situação tão paradoxa de amor e conflito com o filho.

Têm também uma outra mãe que chora, não pela desobediência do filho, mas por aquilo que a vida impôs a ele: morte prematura, enfermidade, desemprego, privações, família desequilibrada… Vivenciar a morte de um filho ou seu infortúnio é tão agonizante para a mãe, que ela só não morre de dor porque um milagre chamado fé a mantém em pé.

E assim é vida dessas mães: nem sempre tão bonita e feliz como na televisão, mas nunca de menor valor. E mesmo impotentes diante de uma determinada situação, a mãe segue valente seu caminho. Continua amando, orando pelo filho, aconselhando, chorando, ajudando, levantando.

A vocês, mães reais que estão sofrendo, meu abraço, minha solidariedade, meu carinho. Não importa quão grande é tua luta, você não está só. Deus conhece a tua dor e está cuidando de você e dos seus. Confie Nele e nunca perca a esperança. Tudo vai dar certo… Então respire fundo, tenha fé e continue acreditando. E tenha, sobretudo e acima de tudo, um FELIZ DIA DAS MÃES!!! Você merece!!!

“Aqueles que semeiam com lágrimas, com cantos de alegria colherão. Aquele que sai chorando enquanto lança a semente, voltará com cantos de alegria, trazendo os seus feixes.”  Salmo 126:5-6

 

Márcia Cristina Rezende

Bacharel em Teologia e Educação Religiosa

Doctor of Ministry – Especialização em Bíblia

Marília/SP

Permitida reprodução e distribuição sem fins lucrativos

mediante citação da fonte e autoria.

 

 

 

Leia também:

.

_______________________________________________________

Read Full Post »

Older Posts »