Feeds:
Posts
Comentários

Archive for novembro \02\UTC 2014

Eleicoes2014

Em meio a um furacão de denúncias e celeumas, a presidente Dilma Rousseff, do PT (Partido dos Trabalhadores) é reeleita para ocupar o mais alto cargo executivo do Brasil por mais quatro anos a partir de 2015.

Paralelamente a este evento político, cristãos em todo o país se colocam em estado de alerta diante de inúmeras palavras proféticas apontando o início de um tempo de perseguição à Igreja e ao cristianismo neste novo governo.

Diante de tanto alarmismo e inquietação, o quê pensar? Em quê acreditar? Quais providências tomar?

A verdade é que vivemos dias difíceis e turbulentos, não por culpa do governo, mas como consequência das ações de uma sociedade corrupta, imediatista, egoísta e sem temor a Deus, da qual o governo faz parte. O mundo jaz no maligno (1Jo 5:19). Nossa cultura globalizada e capitalista está corrompida e nenhum tipo de reforma governista, partidária, popular ou sindical seria capaz de mudar essa situação. Não é possível jorrar água limpa de uma fonte suja. Seria preciso reformar, primeiro, o homem.

Evidentemente, como cidadãos brasileiros que somos, ansiamos em conhecer a tão falada justiça social. O equívoco, a meu ver, está em esperar que ela venha como resultado de um processo eleitoral. Apenas o poder do Evangelho agindo através da Igreja pode, de fato, mudar o Brasil. 

Mas, e a perseguição ao Evangelho, a relativização do pecado, “leis de mordaça” e possível fim da liberdade religiosa? Profecias e “profecias” de perseguição surgem e ressurgem de tempos em tempos. Foi assim em 2000 (virada do milênio), 2002 (eleição do Lula “comunista”) e 2006 (o tal “ano da besta”)… Foi assim também em 2010, no primeiro mandato da Dilma, onde falava-se de um grande complô que se concretizaria com a subida do vice Michel Temer ao poder.

Mas, cá entre nós, que novidade há nisso? Esta profecia foi descrita em detalhes há dois mil anos na Palavra de Deus, e fala de uma grande perseguição mundial que acontecerá nos dias finais (Dn 12:1; Mt 24:9-13; Ap 13:11-17…). Isso significa que, mais cedo ou mais tarde, a perseguição chegará ao Brasil. Qualquer “nova” profecia a respeito, estará apenas repetindo a original.

Esta certeza não nos deve causar alarmismo, pânico ou medo, mas alegria pelo privilégio de poder participar do sofrimento de Cristo (Mt 5:10-11, 1 Ts 3:3, At 14:22, etc…).

Como cristãos, nossa responsabilidade é viver cada dia na expectativa da volta de Jesus, temendo a Deus e proclamando a sua salvação.

Como cidadãos dos Céus, mas temporariamente brasileiros, cabe a nós orar por nossos governantes e dar a nossa contribuição para a construção da justiça social neste país, independentemente de qual partido esteja no comando político.

E, firmados em Cristo, estejamos vigilantes e prontos para o que vier: avivamento, arrebatamento, perseguição ou morte. Isso resume tudo. 

Que Deus nos dê sabedoria e graça para atravessar cada fase da nossa vida sem envergonhar o Evangelho. E que a nossa vida exale, sempre, o bom perfume de Cristo, por onde quer que andarmos. SÓ JESUS CRISTO SALVA.

*

Ser Igreja

*

Márcia Rezende

Bacharel em Teologia e Educação Religiosa

Marília/SP

Permitida reprodução e distribuição sem fins lucrativos

mediante citação da fonte e autoria.

*

Leia também:

Read Full Post »