Feeds:
Posts
Comentários

Archive for maio \06\UTC 2013

Hoje, mais do que em qualquer época, nossas atitudes estão limitadas pelos direitos do outro, e qualquer um pode ser processados por infringir esses direitos.

Já foram redigidas uma infinidade de Declarações de Direitos. A lista é grande:

  • Direitos humanos;
  • Direitos dos animais;
  • Direitos da criança;
  • Direitos do adolescente;
  • Direitos do consumidor;
  • Direitos do idoso;
  • Direitos das pessoas deficientes;
  • Direitos das pessoas deficientes mentais;
  • Direitos da água;
  • Direitos sexuais;
  • Direitos da mulher;
  • Direitos civis;
  • Direitos do povo trabalhador e explorado;
  • Direitos dos encarcerados;
  • Direitos dos familiares de encarcerados;
  • Direitos dos homossexuais;
  • Direitos das pessoas portadoras do virus HIV;
  • Direitos dos povos indígenas;
  • Direitos do investidor;
  • Direitos das pessoas pertencentes a minorias nacionais ou étnicas, religiosas e linguísticas;
  • Direitos humanos de indivíduos que não são nacionais do país onde vivem;
  • Direitos dos gêmeos e múltiplos;

O que muitas vezes nos esquecemos, como Igreja de Cristo, é que Deus também tem seus direitos. Condicionados pelo humanismo da cultura atual, formamos nossas crenças e dogmas colocando-nos no centro das atenções, como se Deus fosse “obrigado” a agir como entendemos ser o certo.

Mas Deus é Deus! Ele é o grande “EU SOU”!

Pensando nisso, reproduzo aqui uma Declaração dos Direitos de Deus, escrita pelo Pr. Marcos Granconato, da Igreja Batista da Redenção, na capital paulista.

Muitos hoje tomam posse de supostas “promessas” de Deus, e vivem uma vida cristã invertida, querendo essencialmente serem servidos pelo Soberano. Por isso, é sempre bom lembrarmos quem Deus é, e quem nós realmente somos.

Não é um texto agradável ao nosso ego, mas é essencialmente bíblico e verdadeiro, e apropriadíssimo aos nossos dias.  Boa leitura!

*

Declaração de Direitos

*

Declaração dos Direitos de Deus

Artigo 1°: Deus tem o direito de permanecer calado (Jó 30.20, Dt 29.29, At 1.8).

Artigo 2°: Deus tem o direito de dar ao homem o que quiser, bem como de tirar das pessoas o que bem lhe aprouver (Jó 1.21).

Artigo 3°: Deus tem o direito de criar indivíduos com defeitos físicos sem revelar as razões disso (Ex 4.11).

Artigo 4°: Deus tem o direito de fazer adoecer e de tirar a vida de pessoas inocentes, inclusive crianças (2Sm 12.15-18).

Artigo 5°: Deus tem o direito de trazer desgraças e calamidades sobre grandes populações, sempre que, à luz de seus desígnios insondáveis e soberanos, julgar isso necessário (Ex 12.29-30; Is 45.7).

Artigo 6°: Deus tem o direito de elevar homens ímpios à posição de líderes governamentais a fim de usá-los para a realização de seus planos perfeitos e sábios (Dn 4.17; Jo 19.10-11).

Artigo 7°: Deus tem o direito de disciplinar seus filhos como e quando quiser (Hb 12.10-11; Ap 3.19).

Artigo 8°: Deus tem o direito de dizer “não” como resposta às orações dos homens (Dt 3.23-26; 2Co 12.7-9).

Artigo 9°: Deus tem o direito de exigir dos seus servos tudo que quiser, sem ter de dar nada em troca e sem prejuízo do disposto no artigo anterior (Gn 22.1-2).

Artigo 10°: Deus tem o direito de rejeitar cultos manchados por irreverência, por desordem e por práticas que ele nunca exigiu de seus adoradores (Is 1.11-15; 1Co 14.40).

Artigo 11°: Deus tem o direito de endurecer o coração de quem quiser (Rm 9.18).

Artigo 12°: Deus tem o direito de criar pessoas destinadas para o castigo (Rm 9. 21-22).

Artigo 13°: Deus tem o direito de fazer perecer no inferno tanto a alma como o corpo do homem perdido (Mt 10.28; Ap 1.18).

Artigo 14°: Deus tem o direito de escolher pessoas para com elas usar de misericórdia (Rm 9.15,18).

Artigo 15°: Deus tem o direito de impor-se acima da vontade humana, desconsiderando-a e desprezando-a sempre que se chocar com seus desígnios imutáveis (Jó 11.10; Is 43.13; 46.10).

Artigo 16°: Deus tem o direito de ser louvado, amado e adorado, inclusive quando exerce todos os direitos elencados nos artigos anteriores (Jó 1.21; Ap 14.6-7).

Artigo 17°: Os direitos supracitados são irrevogáveis e irretratáveis, independentemente do inconformismo dos homens ou mesmo quando ameaçam sua liberdade, devendo ser proclamados e defendidos pela Igreja no exercício de suas atribuições, sob pena de rompimento com o cristianismo histórico.

*

Pr. Marcos Granconato

*

Leia também:

*

_____________________________________

Anúncios

Read Full Post »

mascaras pesam

Conheci vários: líderes icônicos em nossas igrejas que, sutilmente foram construindo em torno de sua imagem uma máscara de perfeição. Cristão perfeito, casamento perfeito, pai perfeito, homem perfeito.

– Está tudo bem com você, meu irmão?
– Sim, claro, tudo está bem, eu estou sempre bem!

O “cara” se torna referencial para outros e, para encobrir as pequenas brechas de fragilidade que tentam aflorar, vai reforçando a máscara, aumentando a maquiagem, bordando a própria imagem em torno de si.

Mas, quanto maior é a máscara e maior é o tempo que o cidadão se vê obrigado a segurá-la, mais pesada ela se torna.

O peso vai se tornando quase insuportável. Um fardo que lhe suga todas as forças, todo o trabalho, toda a vida. Todos os seus pensamentos se concentram no esforço hercúlio de manter a imagem que foi criada.

Agora não se trata mais apenas de si mesmo. Se a máscara cair, muitos outros serão atingidos e, talvez, cairão junto.

Mas o peso é grande, e as forças se esvaem…

Até que a vergonha de se expor sucumbe ao desejo de liberdade e, finalmente, a máscara cai.

O exemplo de marido perfeito é pego em adultério…

O exemplo de presbítero perfeito é preso por pedofilia…

O exemplo de mulher perfeita é internada por overdose…

O exemplo de líder perfeito é flagrado em estelionato…

Mascaras pesam

*

Neste momento dramático, em meio à dor e a vergonha, a misericórdia de Deus surge, majestosa, oferecendo-nos a chance de recomeçar.

Para muitos, a máscara se tornara tão incrustada na vida que, ao cair, a própria vida vira pó. E no pó, flui a ÁguaViva do Espírito Santo,  fazendo barro de novo, e moldando, tudo de novo, um novo vaso.

*

mascaras pesam

Máscaras pesam.

Máscaras pesam e, enquanto erguidas, impedem que o toque da mão do Mestre nos alcance.

Oro para que as misericórdias de Deus operem na vida daqueles que estão sendo massacrados sob o peso da falsa imagem. Oro para que caiam e virem pó, pois só assim, experimentarão a liberdade de serem meros mortais, pecadores como todos nós, desesperadamente dependentes da Graça de Deus.

Se você está cansado de sustentar suas máscaras, desista delas o quanto antes. mascaras pesam Pecados precisam ser confessados. Falhas precisam ser admitidas. Perdas precisam ser restituídas. Aquele que tenta seguir em frente após uma queda fazendo de conta que nada aconteceu, nunca será curado.

Não existe um caminho fácil para isso. A dor será terrível, é verdade. É verdade também que alguns poderão se perder ao perder o referencial que viam em você. Verdade também que a tão temida solidão apareça. E talvez se formem grandes cicatrizes, enfim. Mas, só assim, e somente assim, Deus poderá lhe reconstruir.

Não tema, ELE mesmo cuidará pessoalmente de cada detalhe. ELE mesmo cuidará dos que se machucarem durante o processo. Não tema, crê somente, e verás a Glória de Deus.

*

*  *  *

*

Ser Igreja

 
Márcia Rezende
Bacharel em Teologia e Educação Religiosa
Marília/SP
*
Permitida reprodução e distribuição sem fins lucrativos
mediante citação da fonte e autoria.
 

*

Leia também:

_________________________________________

Read Full Post »

sofrimento

Num tempo onde a felicidade é tida como essencial, o sofrimento acaba sendo sempre mal visto e mal vindo.

Pior ainda é quando acontece algo ruim com alguém que é servo de Deus. É quase impossível que não nos venham os mesmos e antigos questionamentos:

  • Por que Deus não atendeu as orações?
  • Por que Deus permitiu que isso acontecesse?
  • Se Deus pode curar, por que não curou?
  • Se Deus me ama tanto, por que não me deu a vitória nesse assunto?
  • Por que Deus não agiu?
  • Por que o milagre não veio?
  • Por que coisas ruins acontecem a pessoas boas?

O fato é que a nossa forma de raciocínio está equivocada. Não devíamos perguntar “por que coisas ruins acontecem a pessoas boas” porque, na verdade, ninguém é bom.

Como está escrito: Não há um justo, nem um sequer. Não há ninguém que entenda; não há ninguém que busque a Deus. Todos se extraviaram e juntamente se fizeram inúteis. Não há quem faça o bem, não há nem um só.” Romanos 3:10-12; Salmo 14:1-3

Podemos fazer coisas boas, mas, em nossa essência, somos todos maus. Fomos corrompidos pelo pecado de Adão, e, portanto, nos tornamos merecedores de toda sorte de maldição.

Neste caso, o mais correto seria questionar: “Por que coisas boas acontecem a pessoas ruins?”

Sofrimento e dor são naturais da vida, consequência de nossos próprios erros, dos erros dos outros, ou da própria condição corrompida que o mundo se encontra: “O mundo jaz no maligno” (1 João 5:19).

Mas, Deus não faz separação entre os que são seus e os que não são?

Certamente que sim! Todo aquele que crê em Jesus Cristo, Filho de Deus, como redentor e justificador, é livre da maldição do pecado, e se torna herdeiro dos Céus  e das bênçãos do Pai. Entretanto, precisamos entender que essa condição é resultado da misericórdia de Deus, e não do nosso merecimento.

Porque pela graça sois salvos, por meio da fé;  e isso não vem de vós; é dom de Deus. Efésios 2:8

As misericórdias do SENHOR são a causa de não sermos consumidos, porque as suas misericórdias não têm fim. Lamentações 2:22

Como filhos de Deus, salvos por Cristo, herdamos a vida eterna e temos nossa morada garantida na Nova Jerusalém, podemos contar todos os dias com a força, o consolo e a direção do Espírito Santo, o pecado não pode mais nos dominar, satanás não pode nos vencer ou deter, podemos nos relacionar com o Criador em liberdade e intimidade, e receberemos todas as bênçãos espirituais reservadas para nós, as quais, não podemos sequer imaginar…

Mas, a Bíblia não afirma que Deus ouve todas as nossas orações?

A resposta é sim, mas não sem pré-condições. O problema é que pegamos pedaços das promessas que nos convém e simplesmente ignoramos o resto. Deus ouve TODAS as súplicas daquele que está em tanta sintonia com Sua vontade, que pede tão somente aquilo que Ele mesmo revelou que deseja fazer.

O problema é que nosso coração é enganoso, e pedimos muitas coisas que gostaríamos que acontecesse, mas estão fora dos propósitos de Deus. Em nossa limitação e ignorância, não conseguimos muitas vezes, enxergar POR QUE UMA DETERMINADA SÚPLICA NÃO ESTÁ DENTRO DA VONTADE DE DEUS. E é aí que entra a nossa fé, crendo que Deus é competente, eficiente, e sabe o que faz.

Precisamos entender que TODOS NÓS, incluindo os que habitam no esconderijo do Altíssimo, estamos sujeitos às mazelas deste mundo. As Escrituras afirmam que o sol nasce para todos, “justos” e “injustos”. Da mesma forma, tragédias e dores  também vem sobre todos, “justos” e “injustos”.  A diferença é que, os que estão debaixo da Graça e da Misericórdia de Deus, podem confiar que Ele não os deixará sozinhos.

A dor e o sofrimento aperfeiçoam nosso caráter, exercitam nossa humildade, provam nossa fé e nos fazem ansiar pela Terra Prometida.

A busca obcecada pela felicidade terrena é uma estratégia diabólica para nos afastar da busca pelo que é Eterno. Voltemos nossos olhos para o Céu, onde nossa vida está escondida com Cristo em Deus. Não somos cidadãos desta terra, somos como estrangeiros, de passagem, rumo à nossa vida eterna na Nova Jerusalém.

Somos gratos a Deus que, por sua misericórdia, permite que vivamos experiências boas aqui nesta vida. E prosseguimos para o alvo, em meio à dor e ao sofrimento que nos cerca de todos os lados, sabendo que o nosso Redentor Vive, e em breve esmagará satanás, e derrotará a morte para todo o sempre. Esta é a nossa esperança! Este é o nosso consolo!

*

* * *

***

Márcia Rezende
Bacharel em Teologia e Educação Religiosa
Marília/SP

*

Permitida reprodução e distribuição sem fins lucrativos
mediante citação da fonte e autoria.

*

Leia também:

*

____________________________________________________

Read Full Post »