Feeds:
Posts
Comentários

Archive for maio \21\UTC 2011


O profeta Jeremias nos conta a história de dois homens: o homem-arbusto e o homem-árvore.

Assim diz o Senhor: maldito é o homem que confia nos homens, que faz da humanidade mortal a sua força, mas cujo coração se afasta do Senhor. Ele será como um arbusto no deserto; não verá quando vier algum bem. Habitará nos lugares áridos do deserto, numa terra salgada onde não vive ninguém.

Mas bendito é o homem cuja confiança está no Senhor. Ele será como uma árvore plantada junto às águas e que estende as suas raízes para o ribeiro. Ela não temerá quando chegar o calor, porque as suas folhas estão sempre verdes; não ficará ansiosa no ano da seca nem deixará de dar fruto.  Jeremias 17.5-8

O homem-arbusto é aquele que apoia sua vida em pessoas, bens ou valores humanos.  Ele estende suas raízes em busca daquilo que o mundo diz que é fundamental: conhecimento, tecnologia, riquezas, saúde, beleza, romance, sexo, status, realização pessoal, religiosidade…

Mas o homem-arbusto não cresce, não dá sombra nem frutos, porque suas raízes estão em lugares áridos. E quem busca segurança em lugares afastados da Fonte de Água Viva, não a encontrará, pois apenas Deus pode suprir as reais necessidades do ser humano.

E o homem-árvore? Ah, o homem-árvore é inteligente, e lança suas raízes onde tem água de verdade. Não se ilude com aparências ou discursos bonitos, mas busca a seiva da vida onde realmente tem vida.

O homem-árvore não fica com medo quando vem o calor. Sim, pois suas raízes estão seguras num ribeiro, mas ele não está protegido por uma redoma. O calor virá. Chegarão problemas, lutas, enfermidades, dificuldades, mas aquele que confia no Senhor não temerá.

Também não ficará ansioso as coisas não estiverem como ele gostaria que estivesse. Virão também fases ruins, “tempos de seca”, mas o homem-árvore não se preocupa, pois a sua confiança está firmada em Deus, e sua maravilhosa graça lhe basta.

Ele não depende do tempo ou das circunstâncias para frutificar. Seu ministério não está firmado em sua religião ou em algum líder espiritual. Ele não espera dinheiro, reconhecimento ou apoio de outras pessoas. Suas raízes estão NAQUELE que o chamou. É DEUS quem lhe sustenta. E é para ELE que o homem-árvore produz. Assim, o fruto é algo natural e quase inevitável.

Agora pare por alguns instantes e responda: onde você têm lançado suas raízes?  Em quê você tem depositado a sua confiança?

No deserto deste mundo, apenas Deus é a Fonte da Água da vida, o resto… o resto é miragem.

*

*  *  *

*


*
Márcia Cristina Rezende
Bacharel em Teologia e Educação Religiosa
Marília/SP
*
Permitida reprodução e distribuição sem fins lucrativos
desde que citada fonte e autoria.

______________________

Leia também:


Read Full Post »